InternetData CenterAssinante

Servidores realizarão protesto na prefeitura nesta tarde

Ato terá início às 15 horas, no Paço Municipal de Criciúma
Servidores realizarão protesto na prefeitura nesta tarde
Foto: Arquivo Engeplus | Heitor Carvalho
Por Amanda Garcia Ludwig Em 06/06/2019 às 10:55

Os servidores de Criciúma realizarão um protesto na tarde desta quinta-feira, dia 6, na Prefeitura de Criciúma. De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Criciúma, Jucelia Vargas, o ato terá início às 15 horas, no Paço Municipal.

Jucelia explica que os protestos acontecem em razão de a negociação entre a prefeitura e a categoria não ter registrado nenhum avanço desde abril. A classe pede o retorno do abono de férias, o reajuste salarial de pelo menos a inflação e a igualdade salarial entre servidores que prestam o mesmo serviço. "Estes são os principais pontos que não avançaram em nada desde nossa assembleia, realizada em março. Estamos em negociação desde então, e nossa data-base é abril", ressalta Jucelia.

O sindicato ainda destaca a existência de um projeto de lei que prevê o aumento de mais 40 cargos na prefeitura da cidade. "Tudo isso nos preocupa enquanto servidor, pois alega-se que não há como melhorar o salário de quem já trabalha, mas é possível contratar novas pessoas. Temos servidores realizando trabalhos estressantes, sem o reconhecimento necessário", afirma a presidente.

O ato tem horário de início - 15 horas -, mas não tem previsão de término. "Nossa orientação aos servidores é que todos os que puderem, compareçam ao protesto. Tanto os que estiverem em horário livre, quanto os que terminam os turnos às 17 horas. Neste horário ainda estaremos no local", explica Jucelia.

A Prefeitura de Criciúma emitiu nota oficial sobre o protesto no fim desta manhã. Confira na íntegra:

Nota de Esclarecimento | Protestos referentes à negociação salarial 

O Governo de Criciúma esclarece que respeita qualquer tipo de manifestação pública, seja ela em forma de protesto ou não, dentro do estado democrático de direito, desde que seja promovida de maneira ordeira e pacífica. A Administração Municipal reforça, ainda, posicionamento contrário e lamenta qualquer manifestação promovida durante horário de trabalho dos servidores municipais. Estar ausente das funções durante expediente prejudicará, por exemplo, crianças que deixarão de comparecer às escolas, e causará transtornos aos pais e responsáveis na rotina de trabalho e compromissos já pré-estabelecidos.

Prefeitura Municipal de Criciúma, 06 de junho de 2019.