InternetData CenterAssinante

Projeto ambiental investiga morte de 17 animais marinhos encontrados na última sexta

Eles foram localizados pelo PMP-BS no trecho entre Laguna e Imbituba
Projeto ambiental investiga morte de 17 animais marinhos encontrados na última sexta
Foto: Santiago Anguita - PMP-BS/ UDESC
Por Thiago Hockmüller Em 26/08/2019 às 12:19

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS/Udesc) deu início a investigação para apurar a morte de 17 animais marinhos. Eles foram encontrados no Trecho 1, entre os municípios de Laguna e Imbituba, onde também foi recolhido um pinguim vivo. Ele foi encaminhado para a unidade de estabilização e receberá acompanhamento veterinário. Os demais animais passarão por necropsia para avaliar a causa da morte.

Foram encontradas mortas duas toninhas, uma delas grávida, uma pardela-preta, uma tartaruga e 12 pinguins. “Foram coletados um total de 18 animais marinhos, dos quais 17 estavam mortos e um vivo. Das duas toninhas, uma estava na última fase de gestação”, explica o assistente de comunicação do PMP-BS, Santiago Anguita. Segundo informações do PMP-BS, neste ano foram registradas e necropsiadas 19 toninhas.  

Sobre o projeto 

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é um conduzido pelo Ibama e tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos.  

O PMP-BS/Udesc é responsável por monitorar o Trecho 1, que compreende a distância entre a Praia do Mar Grosso em Laguna até a Praia da Luz em Imbituba. O projeto inteiro monitora, presta atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos em uma extenão de área que vai desde Laguna até Saquarema (RJ) e está dividido em 15 trechos.  

O projeto atende chamados emergenciais pelo telefone 0800 642-3341. 

Leia mais sobre: