InternetData CenterAssinante

Portal Engeplus comemora 13 anos de fundação

Já são mais de 238 milhões de acessos e 125 mil reportagens produzidas
Portal Engeplus comemora 13 anos de fundação
Por Thiago Hockmüller Em 12/04/2019 às 15:05

O Portal Engeplus está de aniversário. E lá se vão 13 anos desde a fundação em 12 de abril de 2006 pelo jornalista Nei Manique. São mais de 125 mil reportagens produzidas, 238 milhões de acessos e diversas coberturas jornalísticas, sempre registrando fatos marcantes para a região Sul de Santa Catarina. Nestes 13 anos o Portal Engeplus evoluiu. Ganhou seguidores, vídeos, novos layouts e uma televisão dentro da internet. Levou o mundo real para dentro do virtual e acompanhou, sobretudo, o crescimento das redes sociais as usando como ferramentas de interatividade e informação.

“O Portal começou quase como um blog com notícias da região. A primeira rede social utilizada foi o Facebook e fomos nos adaptando. A equipe se adaptou aos poucos, e há alguns anos decidimos usar a rede social como uma forma da notícia chegar até as pessoas. Hoje todos possuem smartphones e notamos que mudou a maneira de acesso. Agora, em 2019, somos mais acessados através do celular. Muitas pessoas estão na rede social e abrem o link pra ler a notícia. Não podemos deixar a rede social de lado porque ela é uma aliada”, explica a editora do Portal, Amanda Ludwig, que já conta com sete anos de Engeplus, seis deles como repórter.

Hoje o Portal Engeplus possui mais de 62 mil seguidores no Facebook, 16,8 mil no Instagram, e 8,5 mil no Twitter. Conta com acessos em diversos países e também na maioria dos Estados brasileiros. É ainda o segundo portal de notícias mais acessado em Santa Catarina.

Este é o reflexo das diversas transformações necessárias para acompanhar a evolução tecnológica. Para exemplificar, por diversos anos a maioria dos acessos obtidos no Portal eram realizados via desktop, no entanto, com a transformação dos celulares convencionais em smartphones este status mudou.

"Quando entrei na Engeplus foi o início da revolução dos smartphones e tivemos que nos adaptar. Hoje em dia a grande parte do acesso é via dispositivo móvel. Seguimos a tendência e nos preocupamos em estar disponível em qualquer lugar, independente da forma que acessem o Portal. O celular popularizou o acesso das pessoas à internet. Isso trouxe reflexo no Portal e nos preocupamos em fazer com que o site abra de forma rápida nesses dispositivos”, conta o analista de sistema, Felipe Torretto, há cinco anos na Engeplus.

Onde estamos e quantos seguidores já atingimos:

Facebook: 62 mil

Instagram: 16,8 mil

Twitter: 8,5 mil

Portal Engeplus: 238 milhões de acessos
________________________________________

Grandes coberturas e uma televisão na internet

Temos o cuidado de passar a informação correta. Não temos o desejo e a intenção de magoar ninguém. Por exemplo, em matérias de acidentes procuramos sempre esperar a familia ser avisada antes de colocarmos o nome das vítimas. Às vezes saímos até atrás de outros veículos de comunicação. Mas isso acontece porque não temos ânsia pelo furo de reportagem, temos ânsia pela qualidade na nossa reportagem.

Amanda Ludwig, editora do Portal Engeplus
________________________________________
 

Com a revolução dos smartphones, a Engeplus não só transformou o seu portal em uma plataforma acessível como criou uma nova janela de interação. Em 2017 entrou no ar a TV Engeplus, levando aos internautas uma grade com programas regionais e democráticos. Política, esportes, culinária, aventura, saúde e todo o cotidiano da região Sul na tela do computador e do celular.

“Passamos por vários layouts, trabalhamos com vários profissionais jornalistas, webdesigners. Foi uma evolução, tudo na vida precisa de aperfeiçoamento. Evoluímos, colocamos vídeos no portal, fomos um dos pioneiros com a webtv, acrescentamos um potencial de audiovisual. Sempre tivemos essa percepção e as pessoas solicitavam essa demanda. Com muito trabalho, perspicácia e tecnologia, que é o suporte da Engeplus Telecom, e ótimos profissionais, fomos crescendo”, analisa o coordenador comercial do Portal Engeplus, Marcus Vinícius Signor.


Portal Engeplus realizou a cobertura em tempo real da greve dos caminhoneiros, em maio do ano passado (Foto: Thiago Hockmüller)

Nestes 13 anos, o portal participou de inúmeras coberturas que levaram emoção aos criciumenses e catarinenses. Como o acesso do Criciúma para a Série A do Campeonato Brasileiro em 2012 e o título estadual conquistato pelo clube um ano depois. A inauguração da ponte Anita Garibaldi, que fomentou o crescimento no Sul do Estado. Também cobrimos em tempo real a greve dos caminhoneiros em 2018. Relatamos momentos tristes, como a enxurrada que assolou o bairro Quarta Linha em 2014, os incêndios na Prefeitura de Criciúma e as filas nos postos de saúde do município. Das eleições também vieram grandes coberturas e a ideia para a criação da TV Engeplus (relembre o tempo real da eleições 2018)

Você lembra qual foi a primeira matéria divulgada no Portal Engeplus? Clique aqui para descobrir.

“Trabalhei na Engeplus de abril de 2011 até julho de 2012, antes de eu ir morar em Florianópolis por quatro anos. Logo que retornei teve a eleição de 2016. Lembro de conversar com o pessoal para fazermos uma apuração em tempo real na Engeplus, via Youtube. E isto foi o nascedouro da atual TV Engeplus. Se compararmos a cobertura de 2016 com a de 2018, podem notar uma evolução muito grande. A TV Engeplus consolida uma nova forma de ver televisão, que o brasileiro está aprendendo agora. A TV Engeplus se tornou o Netflix da notícia na região Sul de Santa Catarina”, afirma o jornalista Nícola Martins.

Atualmente o Portal Engeplus conta com quatro repórteres e uma editora, com a colaboração do repórter e idealizador do Tabelando, responsável pela cobertura ao vivo dos jogos do Criciúma, Mateus Mastella, além de equipes responsáveis pelo comercial, programação e designer. 

O que eles dizem:

Quando tínhamos uma calamidade pública ou uma questão de polícia muito grave, as pessoas interagiam conosco e fidelizamos leitores. Atualmente conseguimos manter essa tradição de instantaneidade da informação, informação correta, segura, mas percebemos que o consumidor da nossa notícia mudou. Ele consome também notícias positivas e propositivas. Mesclamos a demanda da instantaneidade, daquela informação que ele precisa, mas também a informação que acrescenta, como informações de saúde, pautas de educação e economia 

Marcus Vinícius Signor, coordenador comercial do Portal Engeplus
________________________________________
 

Eu entrei no portal na metade de sua história. A Engeplus já tinha um nome na cidade de Criciúma e em toda a Região Sul. Eu nunca tive um momento na Engeplus em que alguém com quem eu conversasse ou entrevistasse não conhecesse o Portal. Foram mudanças de equipe, layout, no modo de trabalhar. Mas nunca perdemos o reconhecimento do leitor com relação à qualidade da Engeplus.

Amanda Ludwig, editora do Portal Engeplus
________________________________________
 

Engeplus, como pioneira na região, tinha essa missão e ainda tem de dar a informação bem correta, bem checada e foi uma experiência essencial na minha vida e por isso estou até hoje auxiliando de alguma forma.

Jornalista Nícola Martins, ex-repórter do Portal Engeplus e um dos idealizadores da TV Engeplus
________________________________________
 

Aqui na Engeplus temos uma grande variedade de projetos e uma grande infraestrutura. A internet é nossa, também os servidores, a programação, as matérias e os profissionais. A Engeplus abraça tudo o que é necessário para o site estar no ar.

Felipe Torretto, analista de sistemas, cinco anos
________________________________________