InternetData CenterAssinante

Pescadores temem prejuízos com fraca safra da tainha em Balneário Rincão

Foram aproximadamente 500 quilos de tainha pescados
Pescadores temem prejuízos com fraca safra da tainha em Balneário Rincão
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 17/05/2019 às 11:18

A temporada de pesca da tainha está em baixa. A safra iniciou no dia 1º de maio, mas ainda não emplacou e até o momento aproximadamente 500 quilos de peixes foram retirados do mar. As altas temperaturas e o mar agitado são fatores predominantes para o prejuízo. A expectativa era de chegar no mínimo as 80 toneladas capturadas na última safra.

Segundo o presidente da Colônia de Pesca Z-33, João Piccolo a safra já traz prejuízos aos pescadores. “Ainda não conseguimos expressar o valor deste prejuízo, mas sabemos que é grande. As contas estão aparecendo para os pescadores, mas o dinheiro das vendas dos peixes não está entrando”, comenta. “A água está quente. Para a tainha encostar é preciso que o tempo esteja frio. Em 2017, no primeiro dia de pesca deu uns lances bons, mas já era frio. Agora o frio não chegou”, acrescenta Piccolo.

Piccolo ainda lembra que a safra em baixa afeta também a economia da região. “Não está afetando apenas os pescadores e sim toda a cidade. Sem peixe, sem visitantes no município. Tudo isso tem nos preocupado. A avaliação desta temporada é péssima. Vamos esperar até o final de mês de junho para ver se algo muda e conseguimos recuperar o prejuízo”, analisa.

Os pescadores da Colônia Z-33 costumam rodar com suas canoas entre Laguna e Passo de Torres na busca por cardumes, até agora sem sucesso. “Não temos uma previsão. Tudo vai depender do clima. Está tudo parado no Estado inteiro. Não temos uma notícia de lance de tainha até agora. Nossos pescadores monitoram e onde estiverem os cardumes eles vão buscar, mas até agora não deu”, explica.

Nos últimos três anos de safra, o melhor saldo foi em 2016. Naquela temporada foram mais de 100 toneladas de tainha capturadas por pescadores da Colônia Z-33. Em 2017, foram 60 toneladas, 20 a menos que em 2018.