InternetData CenterAssinante

Pavimentação da rodovia Prefeito Inocêncio Tobias Ricardo ficará para 2020

Custo da obra é de R$ 9 milhões e início depende de processo de licitação
Pavimentação da rodovia Prefeito Inocêncio Tobias Ricardo ficará para 2020
Foto: Julio Cavalheiro/Secom
Por Lucas Renan Domingos Em 19/11/2019 às 14:44

No dia 13 de setembro de 2019, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, esteve na cidade de Jaguaruna e anunciou a liberação de R$ 9 milhões para a pavimentação da rodovia municipal Prefeito Inocêncio Tobias Ricardo. A estrada liga o centro do município ao  Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi. A expectativa da Prefeitura de Jaguaruna é de que a obra inicie nos primeiros meses de 2020.

O prefeito de Jaguaruna, Edenilson Montini da Costa, explica que as melhorias ainda não começaram por conta de documentações solicitadas pelo Governo do Estado. “O governador fez o anúncio da liberação dos recursos, agora estamos efetuando firmando de fato o convênio com o Estado, o que devemos concluir até o próximo fim de semana”, afirmou o prefeito.

Após a regularização do contrato, a prefeitura deverá, então, iniciar o processo licitatório, etapa de responsabilidade do município. “Esperamos que ocorra tudo conforme o planejado para podermos dar início a essa obra. É um convênio quase que total com recursos do Estado, tento uma pequena contrapartida do município. Queremos começar a pavimentação o quanto antes, no início do próximo ano”, projetou Costa.

O trecho a ser asfaltado tem pouco mais de sete quilômetros e inicia na rótula de acesso ao aeroporto, segue ao lado da Ferrovia Tereza Cristina até a Rua Manoel Cruz, no Centro de Jaguaruna. A obra ainda contempla uma ciclofaixa.

Na época do anúncio, o governador enalteceu os benefícios da pavimentação para Jaguaruna. “"É uma demanda que eu já conhecia e sabia da necessidade, mas fiquei muito mais seguro ao ver como era uma unanimidade na região. Sem dúvida, um novo acesso ao aeroporto trará um grande desenvolvimento a Jaguaruna e municípios vizinhos", declarou Moisés.