InternetData CenterAssinante

Nova comissão deve ser formada para avaliar valor cobrado pela taxa de esgoto

Comissão Temporária Especial que iniciou os trabalhos não teve tempo de analisar agência
Nova comissão deve ser formada para avaliar valor cobrado pela taxa de esgoto
Foto: Divulgação
Por Jessica Rosso Em 17/09/2019 às 17:51

Uma nova comissão deve ser formada pelos vereadores de Criciúma para avaliar os trabalhos da Cisam-Sul - nova agência reguladora em Criciúma. A afirmação foi feita nesta terça-feira, dia 17, pelo vereador Tita Belloli, após o encerramento dos trabalhos da Comissão Temporária Especial. 

Conforme o presidente da Comissão Temporária Especial, pastor Jair Alexandre, a comissão teve um prazo de 90 dias, que foi prorrogado por mais 90 dias, para acompanhar os trabalhos da agência reguladora, mas mesmo assim não foi possível. " Infelizmente esse conflito entre agência e Casan se deu por muito tempo e não conseguimos fazer esse acompanhamento, até porque, só se concluiu agora a aceitação por parte da Casan da Cisam-Sul como agência" disse.

O vereador ainda ressaltou que foram seis meses de trabalho. "Ficamos felizes pela conclusão, mas não encerramos, nós vamos entrar com requerimento, porque o objetivo desde o início era acompanhar a agência reguladora. É ela que vai fazer o curso da água e do esgoto no nosso município", explicou. O requerimento, segundo ele, solicitará um cronograma de trabalho da agência reguladora com relação ao custo da água e do esgoto no município. 

O relatório da Comissão Temporária Especial foi lido na tarde desta terça-feira. "Buscamos todos os relatórios, foram realizadas as visitas técnicas, escutamos vários técnicos. Tudo isso foi apresentado no relatório. Na conclusão coloquei que a comissão tinha justamente o objetivo da redução da taxa. O que a comissão quer é que os criciumenses tenham um preço justo", explicou o vereador Tita Belloli.

 

Comissão Temporária Especial

A Comissão Temporária Especial  acompanhou os trabalhos das transições da agência reguladora e prestadora de serviço e debateu sobre as tarifas e taxas cobradas dos serviços de água e esgoto fornecidos pela Casan aos cidadãos. Ela foi criada em 19 de março e é composta pelos vereadores: pastor Jair Alexandre (presidente), Tita Belloli (relator), Salesio Lima secretário, e os membros: Edson Luiz do Nascimento, Aldinei Potelecki, Julio kaminski e Júlio Colombo.

Leia mais sobre: