InternetData CenterAssinante

Manutenção paliativa na Jorge Lacerda ocorre em agosto; revitalização estará no orçamento em 2020

Medidas foram confirmadas pelo Deinfra durante Audiência Pública na noite desta sexta
Manutenção paliativa na Jorge Lacerda ocorre em agosto; revitalização estará no orçamento em 2020
Foto: Rafaela Custódio
Por Thiago Hockmüller Em 06/07/2019 às 00:05

Ainda não é a tão aguardada, e cobrada, revitalização, mas em agosto a rodovia Governador Jorge Lacerda receberá uma restauração paliativa até que a obra definitiva entre no orçamento do Governo do Estado e aconteça em 2020. Após uma longa Audiência Pública, ocorrida no salão da Igreja do bairro Verdinho, a garantia foi dada pelo superintendente regional Sul do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Gustavo Taufembach, representante do governador Carlos Moisés na reunião. 

Conforme aprovado na audiência, além das obras paliativas e do acréscimo da revitalização no orçamento de 2020, que será votado na Assembleia Legislativa no final deste ano, foi definido que os deputados estaduais da bancada do Sul solicitarão uma audiência com Carlos Moisés para entregarem pessoalmente todos os documentos, dados e encaminhamentos da reunião de hoje. Estes documentos também serão repassados aos demais deputados, para que tenham conhecimento da necessidade da obra. 

A gente se predispõe a colocar no orçamento para 2020, se predispõe a fazer as manutenções necessárias para que melhore um pouco mais as condições de trafegabilidade. Sabemos o quão importante é esta rodovia para o Sul e estamos tratando como prioridade. Conforme encaminhado aqui, no mês de agosto estaremos com nossos maquinários para fazer a manutenção 

Gustavo Taufembach, superintendente regional Sul do Deinfra 
______________________________

Profundidade da manutenção depende do orçamento   

A partir de agora, o superintendente Taufembach inicia uma série de aferições junto ao Estado para conhecer quanto de recurso terá à disposição da obra paliativa. Em um primeiro momento, será dado prioridade para a remoção de borrachudos, melhorias no acostamento e remendos em pontos críticos da estrada. 

O trecho previsto na recuperação corresponde a 8,5 quilômetros da Jorge Larcerda, desde o acesso da BR-101 até o entroncamento com a rodovia Gabriel Arns, que dá acesso ao município de Forquilhinha.  

“Estarei mobilizando para que cumpram o encaminhamento e assim iniciarmos a manutenção na rodovia. Uma série de decisões de economia estão sendo tomadas. Nos próximos dias estaremos fazendo aferimento para sabermos com que valores estamos lidando e conforme o valor determinarmos a profundidade da manutenção que será efetuada”, explica Taufembach. 

Moradores satisfeitos, por enquanto...  

Entre os diversos discursos da noite, o mais aplaudido foi o da vice-presidente da comissão dos moradores, Silvina Ronconi Westrup. Durante o pouco tempo que teve no microfone, ela elogiou a longa luta travada pelos residentes da região do Verdinho e falou diretamente ao superintendente do Deinfra.  

Lembrando dos diversos acidentes que já aconteceram na estrada – ressaltados em um estudo apresentado por um morador – Silvina deixou claro que se as medidas acordadas não saírem do papel, as manifestações voltarão acontecer. “Fiquei com muita alegria. A mobilização foi geral. Todos abraçaram a causa. Só temos a agradecer. A luta continua. Vamos ficar em cima. Enquanto a rodovia não estiver pronta, nós não vamos parar. Fiquei otimista com o paliativo para este ano. Mas ano que vem tem que vir a revitalização total, essa é a prioridade da comunidade”, argumenta. 

A revitalização 

O projeto de revitalização da rodovia Governador Jorge Lacerda está pronto e com os valores e medidas corrigidos e atualizados. Ele já havia recebido uma atualização em 2017 pelo Deinfra em parceria com a Secretaria de Estado de Infraestrutura (SIE), à época sob comando do atual deputado estadual, Luiz Fernando Cardoso

Como não saiu do papel, os moradores seguiram realizando manifestações. No final do mês passado, uma comitiva liderada pelo prefeito Clésio Salvaro esteve reunida com o secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Hassler. O projeto foi apresentado e o secretário, na ocasião, prometeu a obra paliativa e a possibilidade de inclusão do projeto no orçamento para 2020. 

Além da revitalização de 8,5 quilômetros da rodovia Governador Jorge Larcerda, a obra prevê nova pavimentação, instalação de trevo alemão e rotatórias ao longo do trecho. Tudo a um custo estimado de aproximadamente R$ 17 milhões. 

O que eles disseram:

A participação da comunidade foi importante, representativa. O resultado foi bom, continuaremos acompanhando. Se deixar meio parado acaba no esquecimento. A comissão está decidida a continuar lutando e dando suporte aos moradores de toda aquela região

Vereador Salésio Lima, presidente da Comissão de Obras da Câmara de Vereadores de Criciúma
______________________________

 

Essa rodovia era municipal e aí se fez um movimento em 2013 para ser estadualizada. Foi feito um projeto e não andou. Em 2017 foi feito um novo projeto e não andou. Essa comissão tem a missão de lutar para que a rodovia seja colocada no orçamento de 2020. Estamos aqui para irmos além e forçar o Estado a colocar isso no orçamento. Não vamos parar enquanto isso não acontecer. O paliativo é bom, mas queremos a revitalização completa

Vereador Miri Dagostin, presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma, 
______________________________

 

A urgência da rodovia é muito maior que esse frio. Passamos semanalmente por esta rodovia e sabemos dessa necessidade. Precisamos de um olhar sensível do Governo do Estado. O Sul não pode ser esquecido

Deputada Federal, Geovânia de Sá
______________________________

 

É um dos acessos à Criciúma, um caminho diário dos maradores do bairro Verdinho, Capão Bonito, da cidade de Maracajá. É uma estrada que vem deixando de ser usada em função da condição, que é muito ruim. Há quase 40 anos que esta rodovia está sem conservação adequada. Entendemos que o governo está chegando agora, mas é uma necessidade urgente. Não há uma obra mais prioritária que esta em questão de infraestrutura na região da Amrec

Deputado Federal, Ricardo Guidi
______________________________

 

A rodovia não mata ninguém, não coloca ninguém no fundo de uma cama. Os responsáveis por ela, sim. A rodovia é uma veia que transporta riqueza, que faz as cidades e os Estados se tornarem melhores. Durante décadas ela ficou sob jurisdição de Criciúma, mas o Estado aceitou que ela pertencesse a ele, mas não assumiu na prática. Daquilo que depender do município, somos parceiros. Essa rodovia é uma causa não apenas de Criciúma, mas de todos

Prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro
______________________________

 

Quando a comunidade resolve se unir e tomar o papel da liderança política, algo não vai bem. Toda essa situação exposta é indiscutível. O mais importante é a mobilização da comunidade, unida e pacífica. Devemos nos unir, abrindo mão das nossas vaidades e se unir na necessidade dessa comunidade, que está indicando o caminho correto para a realização da obra. Trago o apoio dos 15 municípios da Amesc. Fizemos questão de participar em função da legitimidade da causa

Prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha
______________________________

 

Foi uma audiência produtiva e participativa. Saímos daqui com diretrizes bem definidas. Além de colocar no orçamento, temos que seguir a pressão política. Essa ação de conseguir o recurso é uma ação política, já existe o projeto, e vai depender da bancada do Sul, dos prefeitos, dos vereadores envolvidos e de toda a comunidade no convencimento do Governo. Entendo que de todas as rodovias, essa está em pior estado de consevação, é uma ameça a vida das pessoas

Deputado Estadual, José Milton Scheffer
______________________________

 

Acreditamos que hoje seja mais um divisor de águas dessa situação que vivemos há muitos anos. Infelizmente no governo passado a rodovia não foi prioridade. O nosso atual governador não pode pagar essa culpa nesse momento. Tenho certeza que por sua bandeira, essa rodovia poderá ser revitalizada e recuperada

Deputado Estadual, Rodrigo Minotto
______________________________

 

Esperamos no governador algo diferente. Ele está propondo ser técnico, com suas prioridades e sanando dívidas. A dívida do Estado está em R$ 2 bilhões. Já fiz a indicação dessa estrada três vezes na Assembleia Legislativa e ele já está sabendo. Está buscando uma forma de economizar. É importante falar em dívidas porque isso é ser responsável. Juntos, e com os prefeitos, traçamos as prioridades da região e a Jorge Lacerda está entre as três primeiras. O governo técnico investe na prioridade. E se atuar como prometeu, ele virá fazer a obra, não porquê pedimos, mas por ser uma obra prioritária

Deputado Estadual, Jessé Lopes 
______________________________