InternetData CenterAssinante

Falta de recursos impede a implantação de uma central semafórica na Avenida Centenário

Estudo já foi concluído, mas precisa de R$ 4 milhões para ser implantado
Falta de recursos impede a implantação de uma central semafórica na Avenida Centenário
Foto: Thiago Hockmüller
Por Thiago Hockmüller Em 17/10/2019 às 11:35

A prefeitura de Criciúma estuda meios de melhorar a mobilidade urbana do município, sobretudo na Avenida Centenário. Um projeto elaborado pela secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, prevê a inclusão de uma central semafórica para agilizar o trânsito, no entanto, por falta de recurso, o projeto está engavetado. 

Segundo a secretária da pasta, Kátia Smielevski, este será o próximo passo da prefeitura na questão de mobilidade. “É meu desejo fazer uma central semafórica, com semáforos inteligentes. Temos o projeto, mas não temos recursos para implantar’, explica. 

Para ativar uma central semafórica, o estudo realizado pela prefeitura prevê um investimento de R$ 4 milhões. Este valor, segundo Kátia, apresenta um custo-benefício superior à construção de elevados, que é uma das soluções avaliadas para melhorar a dinâmica na avenida.

“Estamos em uma fase no município que não adianta trocar sentido de ruas, temos que buscar outras soluções. Um elevado custa entre 10 a 12 milhões de reais, enquanto a central semafórica, para atender todos os cruzamentos, custaria R$ 4 milhões. Esta será a próxima etapa para o trânsito", projeta.    

A central semafórica idealizada conta com cabine de comando e aparelhagem de observação em tempo real dos cruzamentos. Em horários de pico, o operador pode interferir no tempo e na abertura dos semáforos, sempre de acordo com a movimentação, engarrafamentos e necessidade por operação policial, ou, por exemplo, deslocamento de ambulância. 

“É algo como já existe na Beira-Mar em Florianópolis. O semáforo inteligente tem uma cabine de comando. Onde há um fluxo intenso, aí libera. Todos os cruzamentos ficam na tela e vai liberando, conforme a necessidade, em horário de pico”, afirma Kátia. 

Em dezembro, o asfalto da Avenida Centenário passará por reforma. O processo licitatório para definir a empresa que realizará a obra já está em andamento. A estimativa é que os trabalhos custem cerca de R$ 2 milhões aos cofres públicos.