InternetData CenterAssinante

Executiva Carmela Borst trará um olhar feminino à Expomais

O evento acontece nos dias 25 e 26 de setembro na Acic em Criciúma
Executiva Carmela Borst trará um olhar feminino à Expomais
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 22/09/2019 às 18:23

A Expomais será realizada nos dias 25 e 26 de setembro na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), abordando assuntos pertinentes a uma sociedade em transformação e lançando luz sobre tendências, conceitos e práticas que já chegaram às organizações ou vão movimentá-las num futuro próximo. E o time de profissionais, que estará no evento para compartilhar conhecimentos e vivências, contará com olhar feminino.

Head de marketing para a América Latina na Infor, Carmela Borst vai proferir a palestra “Aprendizados e bastidores da vida executiva”, além de ser a mediadora de um dos painéis.

“É a primeira vez que participo de um evento em Criciúma e a expectativa é super alta. Vi muitos profissionais bacanas participando, não só os palestrantes, mas também o público me pareceu muito selecionado, altamente capacitado. Tenho ótimas expectativas, principalmente com o que o evento deixará de legado”, diz a executiva.

Segundo ela, o público pode esperar uma fala direta, que vai instigar o pensamento pós-Expomais. “Entendo que isso é o principal: uma palestra fazer com que as pessoas levem algo para casa, para que fiquem pensando no conteúdo que foi apresentado. Se puder fazer com que todos levem pelo menos uma lição de casa, pensando em como pode transformar a sociedade, entendo que alcancei o objetivo”, relata.

Carmela explica que a palestra tem como foco abordar principalmente a função dos executivos em transformar a sociedade. “Como eles podem causar impactos sociais, trazer diversidade para as empresas, como trabalhar o legado nessas posições que ocupam. A maioria dos executivos está de passagem, então que façam o possível para trazer um impacto ao redor, não só à empresa, mas principalmente aos funcionários e todo o ecossistema”, defende.

Disparidade salarial ainda é uma realidade

A executiva comenta que irá além de um discurso teórico. “Com certeza, vou trazer esse olhar feminino, mas com muito fato, muito número do que empoderar as mulheres nas empresas pode trazer de benefícios para todos”, pontua.

“O empoderamento feminino é hoje mais do que um programa de diversidade. É um programa de economia mesmo. Está provado que empresas que investem num time com mulheres têm um impacto econômico muito forte, motivador”, acrescenta.

Carmela observa que, mesmo assim, a disparidade salarial entre homens e mulheres ainda é uma realidade mundial. “Infelizmente, no Brasil a porcentagem é muito forte, vou apresentar números sobre isso. Não acho que esses números estão mudando drasticamente, como deveria ser, mas é importante que as pessoas começaram a entender que é preciso fazer alguma coisa”, pondera.

“Essa consciência de que é importante ter uma diversidade dentro da empresa existe, e também trazer as mulheres para posições de executivas, para que possam empoderar suas equipes. Mas para que isso aconteça, não são só grupos de mulheres que vão fazer a diferença. É muito importante ter os homens, os executivos que estão nessas posições de poder, participando das discussões, para que possamos ter cada vez mais essa representatividade”, entende.