InternetData CenterAssinante

Entidades de Içara debatem Programa de Desenvolvimento Local com metodologia alemã

modelo desenvolvido pela Facisc prevê 12 meses para a implantação
Entidades de Içara debatem Programa de Desenvolvimento Local com metodologia alemã
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 08/10/2019 às 14:13

Com uma política de desenvolvimento democrático, o fortalecimento dos setores produtivos e ainda a geração de parcerias público-privadas é possível acelerar o crescimento sustentável de uma cidade. Essas matrizes já estão impactando em 32 municípios de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio Grande do Norte.  

Com o anseio de que a metodologia seja aplicada em breve também em Içara, uma apresentação do Programa de Desenvolvimento Local foi realizada para entidades instaladas na cidade na manhã desta terça-feira, dia 8. 

O modelo desenvolvido pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) prevê 12 meses para a implantação, desde a criação de um diagnóstico com entrevistas qualitativas até a criação de câmaras técnicas que vão possibilitar o estudo de problemas e, principalmente, a proposição de soluções. Portanto, vai além do movimento econômico. Abrange esporte, infraestrutura, educação, saúde e outros setores com técnicos e voluntários vinculados a cada área e o apoio de um agente capacitado para a continuidade da metodologia. 

"É uma oportunidade para dar voz a pessoas que, muitas vezes, não possuem acesso para contribuir com ideias", indica a presidente em exercício da Associação Empresarial de Içara, Tatiana Pavei da Silva.  

O conceito DEL surgiu na Alemanha. Essen era uma cidade cuja principal atividade estava direcionada para a mineração de carvão e indústria do aço. Entretanto, no período de 1950 e 1980 o fechamento dessas minas gerou um grande índice de desemprego e houve a necessidade da readequação. Foi a partir daí que se criou o Consenso de Essen, uma rede pela sinergia entre investimentos públicos e privados. 

Leia mais sobre: