InternetData CenterAssinante

Empresários e produtores rurais protestam contra o fechamento da Serra da Rocinha

Protesto está sendo realizado na manhã desta segunda-feira, dia 30
Empresários e produtores rurais protestam contra o fechamento da Serra da Rocinha
Foto: Gentil Francisco / Colaboração
Por Rafaela Custódio Em 30/09/2019 às 08:40

Empresários, trabalhadores e produtores rurais se uniram na manhã desta segunda-feira, dia 30, e realizaram um protesto contra o fechamento da Serra da Rocinha em Timbé do Sul. A reivindicação é contra o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a empresa que realiza as obras na rodovia que liga Santa Catarina ao Rio Grande do Sul. 

De acordo com o empresário Gilberto Borges, o protesto não é contra a obra e sim da forma que a rodovia foi fechada. “Nós somos a favor das obras e isso é lógico. Queremos sim que essa obra termine e esteja tudo certo para os moradores, empresários, trabalhadores e produtores rurais, pois vai ajudar todo mundo. Mas, a maneira em que foi fechada não concordamos. Nós dependemos da via para trabalhar. O trajeto alternativo é de 300 quilômetros e isso é sem condições”, explica. 

Borges relata que um acordo havia sido realizado com o Dnit, mas foi descumprido. “Tivemos uma reunião em Florianópolis e acertamos todos os detalhes que queríamos um horário para trafegamos pela manhã e um horário no fim da tarde, com isso, ninguém sairia prejudicado, mas nos últimos dias foi realizado um buraco gigante para ninguém passar”, comenta. “Estamos unidos aqui desde às 6h30 e vamos continuar até a empresa responsável pela obra e responsáveis pelo Dnit conversarem conosco”, acrescenta. 

Em nota por meio de seu site, o Dnit informou que implantaria uma uma barreira física na divisa com o município de São José dos Ausentes (RS). “A medida é necessária para que seja dada continuidade à execução do pavimento rígido em oito dos 13 quilômetros que compõem a Serra".

Rotas alternativas

• RS-110, que liga os municípios gaúchos de Bom Jesus e Terra de Areia (na BR-101) pela Rota do Sol; 

• RS-020 em direção a Cambará do Sul, cujo acesso pela BR-285 fica a cerca de quatro quilômetros da divisa entre RS e SC, devendo o motorista seguir pela Serra do Faxinal (RS-427 e SC-290) até Praia Grande/SC;

• BR-116, de Vacaria/RS a Lages/SC, seguindo pela SC-114 e SC-390 até a BR-101 em Içara/SC ou Sombrio/SC.

 

Leia mais sobre: