InternetData CenterAssinante

Diocese de Criciúma realiza sua 23ª Assembleia de Pastoral

O momento de comunhão e organização reuniu 150 representantes de paróquias e santuários
Diocese de Criciúma realiza sua 23ª Assembleia de Pastoral
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 20/10/2019 às 19:32

Nesse fim de semana, a Diocese de Criciúma realizou sua 23ª Assembleia Diocesana de Pastoral, na Fundação Shalom da Família, em Linha Batista, Criciúma. O momento de comunhão e organização reuniu 150 representantes de paróquias, santuários, pastorais e movimentos da Igreja diocesana, entre padres, religiosas e leigos.

Na noite de sexta-feira, a Assembleia teve seus trabalhos abertos pelo Bispo, Dom Jacinto Inacio Flach, e pelo coordenador diocesano de pastoral, padre Antônio da Silva Miguel Júnior. Após o momento de oração preparado pela Comissão Diocesana de Liturgia, houve a leitura da ata do Conselho Geral de Pastoral, pelo secretário Richard Magnus.

Urgências pastorais e a atuação das comarcas

Em seguida, o secretário da Coordenação Diocesana de Pastoral, Marcos Tramontim, conduziu a apresentação da síntese sobre a avaliação da caminhada realizada pelas sete comarcas pastorais da Diocese. O trabalho apontou ações que já foram ou estão sendo realizadas e outras que ainda são desafios no campo das cinco urgências pastorais do Plano Diocesano de Pastoral: Igreja em estado permanente de missão; Igreja, casa da iniciação à vida cristã; Igreja, lugar de animação bíblica da vida e da pastoral; Igreja, comunidade de comunidades e Igreja a serviço da vida plena para todos. Conforme padre Antônio Júnior, a avaliação também teve por objetivo fazer “‘visitar’ o documento diocesano, que deve ser bem conhecido por todos e para isso é necessária leitura”, sendo que “as comarcas são espaço importante de articulação, reflexão e atividade” comum entre as paróquias.

O vigário geral da Diocese, padre Wilson Buss, colaborou também através da reflexão a respeito da atuação das comarcas pastorais, com base em diversos documentos da Igreja e na Sagrada Escritura, que foram associados como espaços de partilha de atividades, reflexão, dinamização e execução das ações pastorais. Padre Wilson enfatizou o papel autônomo da Diocese e a missão que as paróquias têm de cooperar na obra comum. “Tenho missão na paróquia, com a missão de colaborar com toda a Diocese, no local onde estou. Aqui (a assembleia) é uma forma de participação e a comarca amplia este trabalho”, enfatizou.

As Diretrizes Gerais e suas luzes no Plano de Pastoral

Na manhã de sábado, as reflexões giraram em torno das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2019-2023, com a assessoria do padre Érico Hammes, teólogo e professor da PUCRS, membro do clero da Diocese de Santa Cruz do Sul (RS). “As Diretrizes são um grande movimento de dentro para fora e isso é, na verdade, o Evangelho”, acentuou o assessor. Padre Érico afirmou que quem é convocado é chamado à comunidade, ao seguimento de Jesus e, depois, a um prosseguir. De acordo com o doutor, ao falar sobre o objetivo geral das DGAEB, a palavra “evangelizar” pressupõe o sentido de evangelizar alguém. “Evangelho é boa notícia e evangelizar é levar a boa notícia”. Padre Érico também falou sobre o mundo “urbano” e a necessidade de o cristão enxergar aqueles que Jesus aponta como os pobres do Reino no rosto daqueles que sofrem ou passam necessidade.

“Podemos resumir as Diretrizes como ‘a santidade na casa comum’. Todas as pessoas são chamadas à santidade, que significa ‘ser amigo de Deus’. A casa comum é para todas as pessoas”, refletiu padre Érico, que recordou os pilares da Comunidade Eclesial Missionária: palavra, pão, caridade e ação missionária, sendo que a Igreja é a comunidade dos discípulos missionários; a missão, o anúncio que se traduz em palavras e gestos e a cultura urbana, um desafio à missão.

Os elementos das novas DGAEB presentes no Plano Diocesano de Pastoral também foram pauta de estudo, conduzido pelo padre Jonas Emerim Velho. Em seguida, foram realizados trabalhos em grupo, que tiveram a finalidade de contribuir e apontar propostas ao pré-projeto de Iniciação à Vida Cristã referente ao método por acolhimento na preparação para o Batismo. Os delegados da Assembleia também tiveram oportunidade de sugerir ações que tornem as comunidades mais missionárias, a luz das DGAEB, e de propor temas para as formações por região pastoral para os anos de 2020 e 2021.

Bispo anuncia missionário para Joaçaba

O final da manhã foi marcado pela celebração da missa, presidida por Dom Jacinto, na capela da fundação, com a coleta dedicada à Campanha Missionária. Em sua homilia, Dom Jacinto destacou que o testemunho não deve ser somente com palavras, mas pela vida e pelo amor, especialmente através das 14 obras de misericórdia espirituais e corporais. “Que sejamos mais missionários, acolhedores e misericordiosos, para que os que sofrem não sejam esquecidos. O Espírito Santo sempre quer nos conduzir a Jesus e aos irmãos”, disse. Ao final da reflexão, Dom Jacinto anunciou que padre Alex Sandro Serafim, atual vigário na Paróquia Santuário Nossa Senhora Mãe dos Homens, será missionário na Diocese de Joaçaba, a partir de 2020.

Delegados fazem encaminhamentos para 2020

O período da tarde contou com a apresentação da síntese dos trabalhos em grupo. Para os encontros de preparação para o Batismo, foi aprovado pelos membros da Assembleia a realização da inscrição diretamente na secretaria paroquial, com encontro na residência dos pais da criança e a celebração do Batismo feita na própria comunidade. Outras sugestões foram apresentadas, ainda, e serão analisadas pela Comissão que está preparando a Catequese para o Batismo. Também foi aprovada a confecção de um subsídio para visitação nas casas, além da intenção de que mais paróquias adiram ao projeto “Paróquias Solidárias”. Os temas propostos para os estudos com as comarcas serão avaliados pelo Conselho Diocesano de Pastoral que, no ano de 2020, terá suas reuniões realizadas aos sábados pela manhã. A Coordenação Diocesana de Pastoral repassou, ao final da Assembleia, as datas das principais atividades nacionais, regionais e diocesanas. A Missa do Crisma ocorrerá no dia 08 de abril, na Paróquia Santa Rosa de Lima, em Santa Rosa do Sul, que celebrará seus 50 anos de criação.