InternetData CenterAssinante

Criciumense se dedica a criar e ilustrar histórias em quadrinhos

Luiz Fernando da Silva já criou um teaser de uma história em quadrinhos
Criciumense se dedica a criar e ilustrar histórias em quadrinhos
Foto: Rafaela Custódio
Por Rafaela Custódio Em 23/07/2019 às 11:43

O criciumense Luiz Fernando da Silva, de 32 anos, é ilustrador e busca com seus desenhos mostrar o amor que possui por desenhos de super-heróis. Atualmente, ele está focado em um novo trabalho que é a construção de um teaser de uma história em quadrinhos de um super-herói. A narrativa é chamada de Space Jump 0.5 e possui influências como Alien, Star Wars e Silverhawks. 

Silva sempre gostou de desenhar e desenvolver suas ideias em forma de desenhos. Ao longo de sua vida foi aprimorando suas técnicas. Recentemente lançou a história de Rock, um transportador e recuperador de cargas perdidas no espaço e recebe uma carga misteriosa que precisa ser levada para o lugar mais longe do universo. O super-herói Rock precisa enfrentar diversos inimigos, que desejam a carga.  Além disso, ele se depara com o seu passado até então esquecido. 

“A história e também os desenhos são criados por mim. Foram realizadas 30 amostras do teaser para eu ter como portfólio, mas também estão na internet. O restante da história será postada online. Ainda penso em criar mais três situações em relação esta história, visando o fantástico, o terror e a filosofia. Mas, tudo é em relação a aventura”, explica. 

Atualmente, o criciumense está focado nos quadrinhos, mas ele também trabalha com ilustrações, porém de forma diferente. “São tipos de caricaturas, entretanto são voltadas para super-heróis. Nos desenhos, trago traços das pessoas, mas com envolvimento de algum super-herói que a pessoa escolher”, pontua. 

De acordo com Silva, sua ideia é um dia poder utilizar essa história de quadrinhos para outros projetos. “O sonho é que vire um filme, uma série, enfim saia também do papel”, afirma. “Estou trabalhando e buscando fazer o meu melhor para que este sonho se concretize, mas ainda é muito cedo para falar sobre isso”, acrescenta. 

Em média, o criciumense leva quatro horas para criar uma página. “Se eu fizer a mão, levo em média oito horas, no computador é menos. Os quadrinhos estou fazendo no computador para trazer mais agilidade”, ressalta. “Meu trabalho se diferencia, pois é a narrativa e também a gráfica. Tenho quase uma visão de cineasta, pois tenho que pensar nos detalhes, na visão do leitor. Até quando a pessoa vai virar a página tenho que pensar e fazer de acordo com a página anterior”, completa. 

Quer conhecer a história de quadrinhos Space Jump 0.5 - Teaser? Clique aqui. Conheça também as redes sociais