InternetData CenterAssinante

Com outros olhos: policiais ajudam família e mudam destino de homem que furtou para comer

Família recebe doações de alimentos e roupas de toda sociedade
Com outros olhos: policiais ajudam família e mudam destino de homem que furtou para comer
Foto: Rafaela Custódio
Por Rafaela Custódio Em 11/06/2019 às 07:24

Um final feliz ou um recomeço de maneira correta? Para a família de Rafael Pedro, de 25 anos, a ordem dos fatores não muda o contexto do futuro de seus dois filhos, cinco enteados e da esposa. O homem viu sua vida mudar completamente nas últimas semanas, e para melhor. Isto porque no dia 28 de maio ele furtou alimentos de uma residência para conseguir alimentar sua família. O fato aconteceu no bairro Brasília, em Nova Veneza. O homem foi preso em flagrante, mas com a ajuda de policiais militares, a ocorrência terminou de maneira diferente do que a sociedade está habituada a acompanhar.

Pedro estava desempregado e com um bebê recém-nascido em casa, além de sua esposa e mais seis crianças e adolescentes. A família havia recebido uma cesta básica há quatro dias do fato, mas os alimentos terminaram em dois dias. Diante da situação, Pedro, pensando na alimentação de sua família, saiu de casa e furtou alimentos de uma residência na segunda-feira, dia 27 de maio. O proprietário da residência acionou a Polícia Militar (PM) no dia seguinte do ocorrido e relatou os fatos. A guarnição se deslocou até a morada de Pedro para conferir o caso e encontrou os alimentos.


Soldados se mobilizaram para doar alimentos para família | Foto: Rafaela Custódio 

“Chegamos no local e a esposa do Pedro nos deixou entrar. Já de imediato vimos que a casa tinha poucos móveis e não tinha muita comida. Encontramos os alimentos furtados. O denunciante reconheceu os alimentos”, lembra o soldado Tiago Cardoso de Assis, que atendeu a ocorrência.

No momento em que os policiais estavam na residência, Pedro chegou ao local e confessou os fatos. Ele foi encaminhado à Central de Plantão Policial, preso em flagrante e depois liberado para responder ao processo em liberdade. O homem não possuía antecedentes criminais.

Diante dos fatos, os policiais se comoveram com a situação e compraram cestas básicas para a família. “O que mais chamou nossa atenção foram as crianças. Não temos filhos, mas temos sobrinhos e acabamos sempre pensando nos pequenos”, admite o soldado Dalcione Rosso.

Após os policiais doarem alimentos à família, a comunidade começou a ajudar de diversas formas, doando roupas, alimentos e abrindo portas de emprego ao homem. “No momento em que ele furtou os alimentos, nossa situação era crítica. Ele havia deixado o emprego há 15 dias, pois não estava recebendo. Nossa comida já tinha terminado há dois dias. Ele realizou o furto no desespero. Para mim, ele é um herói”, afirma Silvana Corrêa Fernandes, de 34 anos, esposa de Rafael Pedro, autor do furto.

O casal possui dois filhos, mas Silvana é mãe de mais cinco crianças. “Ele também cuida dos enteados. Ele foi errado, mas foi pensando em mim e nos meus filhos”, pontua Silvana.

Atualmente, Pedro está trabalhando de ajudante geral em uma madeireira em Nova Veneza. “Se não fossem os policiais nos ajudarem, não teríamos o que comer até hoje e meu marido não teria arrumado um emprego. Nossa situação já está melhorando e vai melhorar ainda mais a partir de agora”, comenta Silvana.

O comandante da 6ª Região de Polícia Militar (RPM), coronel Cosme Manique Barreto, esteve na residência da família nessa segunda-feira, dia 10, para conhecer as crianças e também a esposa de Rafael Pedro. O homem estava trabalhando e por isso não conseguiu conversar com o comandante e com a reportagem do Portal Engeplus. “O nosso policial tem uma formação ética, onde eles conseguem distinguir os fatos. Os policiais tiveram um sentimento cristão e trouxeram o apoio necessário e isso confortou a família e também a nós. O Rafael foi um herói para os filhos e nossa intenção foi ajudar”, relata o coronel.

Silvana vê o futuro com bons olhos. “Sabemos que tudo vai melhorar a partir de agora. Ele começou a trabalhar e eu cuido das crianças. Esperamos por dias melhores”, finaliza.

Os interessados em ajudar a família com doação de roupas e alimentos, poderão entrar em contato pelo telefone (48) 9.9901-3599.