InternetData CenterAssinante

Chega ao fim a 7ª edição do Cerco de Jericó em Criciúma

Entre os dias 15 e 21 fieis participaram do Cerco promovido pela Catedral São José
Chega ao fim a 7ª edição do Cerco de Jericó em Criciúma
Por Rafaela Custódio Em 22/09/2019 às 09:25

A 7ª edição do Cerco de Jericó promovida pela Catedral São José chegou ao fim nesse sábado, dia 21, em Criciúma. O lema deste ano foi "Escolhe, pois, a vida e viverás". O versículo foi extraído do livro do Deuteronômio (Dt 30,19). Nesta edição, a semana de avivamento espiritual, se uniu à tradicional campanha "Setembro Amarelo", contra o suicídio.

De acordo com o pároco da Paróquia São José, padre Antônio da Silva Miguel Júnior, mais de 400 pessoas trabalharam nesta edição. “Nossa avaliação é a mais positiva possível. Tivemos muitas graças alcançadas em relação a parte espiritual. Muitos voluntários nos ajudaram com doações e também sendo trabalhando no Cerco de Jericó. Chegamos ao fim com um sentimento de gratidão por tudo que conseguimos realizar nessa semana”, afirma.

Mais de 58 mil sonhos vendidos 

Durante os dias do Cerco de Jericó foram vendidas diversas comidas como docinhos, pipoca e sonhos que fazem muito sucesso. Esta edição vendeu mais de 58 mil unidades e o dinheiro arrecadado será doado para instituições da região Sul. "A venda dos sonhos sempre tem um cunho social, pois, ao longo do ano, a Catedral mantém ofertas ordinárias a algumas instituições. Todos os meses, nós ajudamos o Bairro da Juventude, o Instituto Diomício Freitas, a ECARIJO, o Asilo São Vicente, a Casa Manjedoura e também a creche das Irmãs Sacramentinas, na Bolívia. Temos também a Ação Social da Paróquia que atende pessoas com as mais diversas necessidades: passagens, remédios, conta de energia atrasada, aluguel, cesta básica, roupas", conta. 

Edição 2020 

O pároco da Paróquia São José, padre Antônio da Silva Miguel Júnior, relata que em 2020 acontecerá a 8ª edição. “Nos próximos dias vamos reunir os organizadores do Cerco e avaliar os pontos positivos e o que precisamos melhorar para o próximo ano. Mas, com certeza acontecerá a 8ª edição”, declara. 

A celebração do Cerco de Jericó tem origem bíblica e é relatada no livro de Josué, capítulo 6. "O povo de Deus que estava saindo da terra do Egito, da escravidão, indo para Canaã, a terra prometida por Deus, tinha que passar por Jericó. A cidade era toda murada com fortalezas e Deus deu ordem a Josué dizendo que o povo deveria acampar diante das muralhas e, ali, todos os dias, rezar, e a cada noite, dar uma volta em torno delas, sendo que na última noite foram sete voltas e as muralhas vieram ao chão. Então eles puderam passar pela cidade de Jericó", relata padre Antônio Júnior.