InternetData CenterAssinante

Cerca de 185 detentos realizam prova do Enem nas unidades penitenciárias de Criciúma

Na contagem, não está somado o número de participantes da Penitenciária Feminina
Cerca de 185 detentos realizam prova do Enem nas unidades penitenciárias de Criciúma
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 11/12/2019 às 14:33

Acontece nesta quarta-feira, dia 11, o segundo dia da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas que cumprem penas privativas de liberdade e sob medida socioeducativa (Enem PPL). Em Criciúma, somando o número de participantes da Penitenciária Sul, Presídio Santa Augusta e Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Sul, são 185 detentos que realizam a prova neste momento.   

No Brasil, segundo dados divulgados pela Agência Brasil, a prova será aplicada para 41.044 participantes e conta com 1.228 instituições inscritas e homologadas. Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 46.163 inscrições foram feitas, em 25 Estados e no Distrito Federal.  

Ontem, foram realizados os exames de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. Hoje, as provas aplicadas são de ciências da natureza e matemática. No presídio Santa Augusta, 69 detentos realizam a prova. Já na Penitenciária Sul, são 111, enquanto no Case Sul cinco adolescentes participam do exame. O Portal Engeplus tentou contato com a Penitenciária Feminina, mas não recebeu resposta até a publicação desta matéria. 

O número de inscritos no Presídio Santa Augusta ultrapassou uma centena, no entanto, desde a inscrição até a realização da prova foram homologados alvarás de soltura e realizadas transferências. “Foram 103 inscritos, 69 detentos presentes e 34 ausentes. O exame acontece na unidade e a maioria inscrita realiza as aprovas. Os que não quiseram, são respeitados”, explica a agente penitenciária, Ana Jovino, responsável pelo setor de educação do Santa Augusta. 

Ontem, as provas iniciaram às 13h30 e se estenderam até às 19 horas. Hoje, acontecem das 13h30 até às 18h30, sempre realizadas nas próprias unidades. 

Caso algum detento obtenha índice no Programa Universidade para Todos (ProUni) ou no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e conquiste bolsa, as unidades encaminham pedido ao Poder Judiciário para que eles possam usufruir o benefício. 

O Santa Augusta possui dois detentos em período de formação acadêmica, ambos na Unesc. Um estuda no curso de fisioterapia e o outro no de direito. 

Entenda mais sobre o Enem PPL 

Para garantir a segurança, os malotes de prova são escoltados até o local de aplicação, e o acompanhamento, durante o exame, será feito pela Polícia Federal. As unidades que firmaram adesão com o Inep são obrigadas a garantir espaço para as provas, segurança e sigilo durante a realização do exame.  

Os participantes do Enem PPL que já concluíram ou concluirão o ensino médio neste ano poderão utilizar o desempenho no exame para acesso à educação superior. Já os participantes que não estejam cursando ou não concluirão o ensino médio no ano letivo de 2019 só poderão utilizar os resultados individuais para autoavaliação de conhecimentos.  

O responsável pedagógico de cada unidade prisional ou socioeducativa tem a função de acompanhar todos os trâmites do exame, desde a inscrição até o resultado. Ele também deve determinar as salas de provas dos participantes; a transferência entre as unidades e excluir aqueles que tiverem sua liberdade decretada.  

O responsável pedagógico terá acesso aos resultados obtidos pelos participantes, fará a inscrição, pleiteará seu acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e deverá divulgar as informações sobre o exame aos participantes.  

Da mesma forma que o Enem tradicional, o Enem PPL é constituído de redação e de quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha. No primeiro dia do exame, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias, com cinco horas e meia de duração. No segundo dia, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e matemática, com cinco horas de duração.  

*Com informações do Inep