InternetData CenterAssinante

Casais farão casamento coletivo nesta sexta-feira em Criciúma

Ao fim da cerimônia, haverá brinde e bolo para os casais
Casais farão casamento coletivo nesta sexta-feira em Criciúma
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 22/10/2019 às 10:37

O sonho do casamento se tornará realidade para 40 casais de Criciúma na próxima sexta-feira, dia 24, às 14 horas. A cerimônia é um presente do Angeloni, em parceria com a Secretaria de Assistência Social do município aos inscritos que desejam oficializar sua união, mas não podem arcar com os custos legais da cerimônia. A loja da rede na Avenida Centenário será palco desse importante momento, muito simbólico para os noivos e suas famílias.

O casamento civil contará com a presença de uma juíza de paz e também do pastor Rafael Albertini, que fará uma bênção ecumênica. Cada casal terá direito a levar quatro padrinhos e dois convidados.

O Angeloni vai preparar um local especial para esse momento tão significativo que promete ser inesquecível e contribuirá para o bem-estar social e para a integração plena aos direitos de cidadania. Isso porque além de garantir direitos, o casamento civil protege a família e celebra a união.

A celebração terá decoração especial, com arranjos floridos, passarela e tapete vermelho. O local receberá ainda tendas para acomodar cerca de 500 pessoas, entre autoridades e pessoas envolvidas. Ao fim da cerimônia, haverá brinde e bolo para os casais. Um grupo musical composto por violinista e violoncelista comandará o repertório de músicas durante toda a cerimônia. Além disso, um fotógrafo estará disponível para os registros gerais do casamento.

A iniciativa do Angeloni em ser parceiro na realização da cerimônia é por entender que projetos como este representam uma importante contribuição comunitária, onde se celebra não apenas a união entre os casais, mas o compromisso de todos pelo desenvolvimento social. Este é o terceiro casamento coletivo no qual a rede é parceira da comunidade. Já foram promovidas cerimônias em Florianópolis, Itajaí e agora em Criciúma.