InternetData CenterAssinante

Campanha Municipal de Prevenção ao Câncer Bucal deve ser criada em Criciúma

Neste ano, aproximadamente 50 pessoas já foram diagnosticadas com câncer bucal em Criciúma
Campanha Municipal de Prevenção ao Câncer Bucal deve ser criada em Criciúma
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 14/11/2019 às 14:48

Somente em 2019, cerca de 50 pessoas já foram diagnosticadas com câncer bucal em Criciúma. Os números, que acenderam um alerta, foram discutidos em uma audiência pública, na noite dessa quarta-feira, dia 13, no Salão Ouro Negro, no Paço Municipal Marcos Rovaris. A discussão foi presidida pela vereadora Geovana Benedet Zanette (PSDB), que esta à frente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Criciúma. A parlamentar representou o vereador proponente Jair Alexandre(PSC), que justificou ausência por em Brasília.

Mais campanhas e debates

Para estimular ações preventivas e campanhas que ensinem a população sobre os perigos da patologia, a audiência encaminhou a possibilidade da criação de uma Semana Municipal de Prevenção ao Câncer Bucal.

De acordo com coordenador de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde de Criciúma, Deivid de Freitas Floriano, a semana educativa deve ocorrer sempre em novembro junto da Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal, prevista em lei desde 2015. “Além das campanhas educativas, queremos promover debates e apoiar atividades organizadas pela sociedade acadêmica e civil organizada”, apontou o coordenador.

Realizar mais exames e difundir autoexame também e necessário

A audiência pública encaminhou, ainda, a necessidade de realizar mais exames clínicos da cavidade bucal. Além disso, conforme Floriano, é necessário que a população aprenda a fazer o autoexame. “Os diagnósticos em Criciúma têm ocorrido de forma tardia, o que prejudica o tratamento. Os casos, que atingem, sobretudo, homens acima dos 50 anos, que têm histórico tabagista ou etilista. A 'desconfiança' da doença, por meio do autoexamene, poderia diminuir os casos”, acrescentou.

Alguns outros encaminhamentos foram discutidos e aprovados, como difusão de avanços relacionados ao diagnóstico e tratamento, o estímulo à participação de profissionais da rede municipal nos encontros de tabagismo para auxiliar na prevenção e também estabelecer capacitação e educação permanente sobre o tema.

Políticas públicas

A vereadora Geovana Benedet Zanette garantiu a participação da Câmara na criação de políticas públicas para combater o câncer maligno. “Cabe a nós nos unirmos para que esta Semana Municipal se torne algo efetivo e que traga benefícios enormes à população, como estes vistos e discutidos durante a audiência”, avaliza.

Colaboração: Daniela Savi/Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Criciúma