InternetData CenterAssinante

Audiência pública discute implantação das quatro praças de pedágio no Sul

Ação será realizada nesta sexta-feira, dia 8, em Tubarão
Audiência pública discute implantação das quatro praças de pedágio no Sul
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 07/11/2019 às 10:44

Uma audiência pública acontece nesta sexta-feira, dia 8, às 9 horas, em Tubarão, para discutir a instalação das quatro praças de pedágio no trecho Sul da BR-101 em Santa Catarina. A Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT) quer entregar essa parte da rodovia para a iniciativa privada em 2020. As praças serão instaladas entre Paulo Lopes e Passo de Torres. O evento acontecerá na Arena Multiuso Estêner Soratto da Silva. 

A audiência foi proposta pelo deputado estadual Volnei Weber (MDB) e aprovado pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). De acordo com o parlamentar, o evento reunirá lideranças do Sul, moradores da região e buscará escutar o que a população realmente quer para o trecho. 

“Estamos todos juntos contra as praças de pedágio. Temos a expectativa de um grande público na audiência, pois é um assunto importante para a região Sul de Santa Catarina. Somos favoráveis até duas praças, mas quatro já é demais. Estamos dispostos a escutar a sociedade e de sugestões”, pontua. 

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi quem propôs as praças e segundo o deputado, a diretoria da ANTT informou que não estará presente no evento. “Após a audiência o que ficar resolvido vamos encaminhar ao governo federal. É um momento de manifestação por parte da população. Fomos pegos de surpresa com as quatro praças e não podemos permitir isso. São muitas praças em trechos pequenos”, comenta. 

“Estamos bem atendidos com a rodovia. É claro que precisa de manutenção, mas isso pode ser feito pelo governo e não por empresas privadas e com o dinheiro da sociedade. Pedimos que todos compareçam a audiência, pois juntos somos mais fortes”, finaliza. 

Recentemente o Ministério da Infraestrutura emitiu uma nota sobre as praças. Confira o comunicado: 

O Ministério da Infraestrutura esclarece que o cronograma previsto pelo Governo Federal para a licitação de trecho da BR-101/SC a ser concedido (Palhoça-Divisa com Rio Grande do Sul) permanece inalterado. A pasta está aberta ao diálogo e deve continuar se reunindo com parlamentares e representantes da sociedade civil de Santa Catarina para receber demandas, sugestões e apresentar o rol de investimentos de R$ 2,9 bilhões que devem ser feitos na rodovia. A definição do modelo foi avaliada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e é resultado de estudos aprofundados que consideraram contribuições recebidas em uma série de audiências públicas realizadas no estado. Ressalte-se que o modelo de leilão prestigia a menor tarifa e que, em razão da alta atratividade da região, é esperado um deságio do valor referencial. A publicação do edital pela Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT) está programada para novembro de 2019.