InternetData CenterAssinante

28° GAC participa de desfiles cívico-militares em 10 cidades

O Pelotão Águia 1/Bateria de Comando (BC) desfilou no Rio Maina, em Criciúma
28° GAC participa de desfiles cívico-militares em 10 cidades
Foto: Com Soc 28° GAC
Por Redação Em 08/09/2019 às 22:45

O 28º Grupo de Artilharia de Campanha participou, no período de 31 de agosto a 8 de setembro de 2019, de uma série de desfiles cívico-militares alusivos à Semana da Pátria. No primeiro deles o Pelotão Águia 1/Bateria de Comando (BC) desfilou no Rio Maina, em Criciúma-SC.

No dia 7 de setembro pela manhã foi a vez do Grupo desfilar em Criciúma-SC, Içara-SC (2ª Bateria de Obuses), Nova Veneza-SC (Pelotão Águia 1/BC), Forquilhinha-SC (Pelotão Águia 1/BC)

Na parte da tarde a apresentação ocorreu em Balneário Rincão-SC (Pelotão Pantera 1/2ª Bateria de Obuses), Lauro Müller-SC (Pelotão Águia 2/BC) e Arroio do Silva-SC (PelOpEs ALFA/1ª Bateria de Obuses), além de ter enviado representações para Tubarão-SC (Guarnição da 2ª Bateria de Obuses) e Florianópolis-SC (Guarnição da 2ª Bateria de Obuses).

No dia 8 de setembro, fechando a série de Desfiles, foi a vez da cidade de Maracajá-SC (Pelotão Leão/1ª Bateria de Obuses). Modesto Piazza, de 97 anos, antigo integrante da guarnição que protegeu o Porto de Imbituba durante a Segunda Guerra Mundial e legítimo representante dos heróis brasileiros da Segunda Guerra Mundial, abrilhantou o desfile motorizado do 28° GAC, juntamente com Ana Cláudia Reis e o Eduardo Reis, ambos do Grupo de Reencenação Histórica Monte Castello. Eles trajaram uniformes históricos iguais aos utilizados pela Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial em campanha na Itália contra o nazifascismo e desfilaram com um Jeep Willys 1945, que pertenceu ao Exército Brasileiro.

Em Criciúma, antecedendo o desfile, o prefeito Clésio Salvaro, acompanhado do Cel José Ribamar Candido de Sousa Neto, comandante do 28° GAC e do Cel Cosme Manique Barreto, comandante da 6ª Região de Polícia Militar, passou em revista à tropa. Em seguida, o Grupo abriu o desfile com a Banda Severiano, em seguida vieram o Estado-Maior, a Guarda Bandeira, o Cadete Vinícius Ferreira Santos, da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), o qual desfilou em posição de destaque à frente das Bandeiras Históricas do Brasil, o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR/28° GAC), a Bateria de Comando, o Pelotão de Operações Especiais ALFA (PelOpPes ALFA), o Pelotão Esperança, os alunos do Programa Forças no Esporte (PROFESP/28° GAC), integrantes da Turma do Efetivo Variável de 1989 e a tropa do Desfile Motorizado.

Este foi o primeiro desfile dos integrantes do PROFESP/28° GAC, iniciado no 28° GAC no dia 1° de agosto de 2019, em parceria com a Prefeitura de Criciúma e a Escola Ângelo de Luca.

Como forma de resgatar a tradicional história do 28° GAC e graças ao apoio de Amigos do Grupo, a Unidade conseguiu recuperar e desfilar com o Canhão Krupp 75 mm C26 Modelo 1940. Armamento de origem alemã que mobiliou o 28° GAC entre os anos de 1940 e 1974, quando teve as denominações de: Segundo Grupo do 4° Regimento de Artilharia de Divisão de Cavalaria, 8° Grupo de Artilharia a Cavalo e 8° Grupo de Canhões 75 mm Autorrebocado.

Na cidade de Tubarão-SC, o 28° GAC se fez presente por meio de uma guarnição com um Obuseiro 105 mm e sua viatura tratora (ATEGO). Este é o armamento empregado atualmente pelo 28° GAC para proporcionar o adequado e contínuo Apoio de Fogo à 14ª Brigada de Infantaria Motorizada.

Em Florianópolis-SC, o 28° GAC teve a honra de desfilar com um canhão Krupp 75 mm C28, modelo 1908, o qual integra o acervo histórico desta Unidade e também foi restaurado graças ao apoio de amigos do grupo. Ele foi tracionado por uma parelha de muares e por um armão de munição também da marca Krupp, do Pelotão Ferrador, de Palhoça. Este tipo de peça foi empregada na Guerra de Canudos, na Campanha do Contestado e até o início da 2ª Guerra Mundial.

Colaboração: Com Soc 28° GAC

Leia mais sobre: