InternetData CenterAssinante

Manoel e Alaíde: uma história construída há mais de meio século

Casal possui quatro filhos
Manoel e Alaíde: uma história construída há mais de meio século
Foto: Rafaela Custódio
Por Rafaela Custódio Em 12/06/2018 às 19:55

Manoel e Alaíde estão juntos há 53 anos, sendo 47 casados. O casal possui quatro filhos – Jane, Gislaine, Jeferson e Jeison - e atualmente moram no bairro Brasília, em Criciúma. A dupla se conheceu ainda na infância, já que eles moravam no mesmo vilarejo em Laguna.

O casal possui apenas dois anos de diferença de idade, Manoel tem 72 anos e Alaíde 70. Eles contam que brincavam de bolinha de gude. Além disso, a família de Manoel tinha uma mercearia e Alaíde ia todos os dias no local para comprar balas e doces.

Durante os últimos dias, o Portal Engeplus trabalhou em uma série de reportagens sobre o Dia dos Namorados, trazendo histórias de casais. Nessa segunda-feira, dia 11, falamos de Rosemeri e Geremias.

“Eu sempre estive de olho nela. Ela tinha cabelo preto bem comprido e eu sempre puxava o cabelo dela e enticava com ela, mas sabe que a Alaíde chegou apresentar namoradas pra mim? Como pode, né? A verdade é que ela sempre foi o amor da minha vida”, declarou Manoel.

Alaíde contou que eles começaram a namorar em um sábado, após um batizado. “Naquela época namorar era bem diferente, tudo com muito respeito. Nós nos conhecíamos e ele chegou para conversar comigo e começamos a namorar. Ele foi conversar com minha família, eles aceitaram e, então, começamos os planos para o futuro”, comentou.

O casal precisou se distanciar em 1968 porque Manoel foi trabalhar em Porto Alegre. “Foi difícil ficar longe dela, meu amor, né? Era complicado, mas conversávamos por cartas. Todo mês trocávamos declarações escritas e isso muitas vezes matava um pouco da saudade”, lembrou Manoel.

“As cartas eram todas com respeito, nada que qualquer pessoa não poderia ler. Mas tudo era tão bom, matávamos a saudade lendo um à carta do outro. Essas cartas faziam a gente se amar ainda mais”, confessou Alaíde.

Após dois anos vivendo em Porto Alegre, Manoel foi morar em São Paulo. “Foram mais cinco meses longe. As cartas continuaram e assim nos comunicavam”, afirmou Manoel.

Ele encaminhou uma carta para Alaíde de São Paulo afirmando que levaria mais um tempo para ir embora, porém, ele estava preparando uma surpresa. “Ela recebeu a carta e na mesma semana eu cheguei de viagem e vim preparado para pedir a mão dela em casamento, e assim eu fiz”, contou.

Criciúma

Após noivarem, o casamento foi em 1971 e vieram morar em Criciúma. “Na mudança, nós trouxemos uma cama, um criado mudo, um rádio, cinco galinhas e um caminhão de lenha e ficamos dois meses na casa de uma conhecida nossa”, explicou Manoel.

Alaíde engravidou assim que chegou a Criciúma. “Nós queríamos muito, tudo planejado. Ficamos muito felizes", relatou Alaíde.

Após morarem seis anos de favores, o casal comprou o próprio terreno, onde vivem até hoje. “Juntamos dinheiro e compramos. Tudo muito planejado e estudado e por isso vivemos até hoje no mesmo local”, afirmou Manoel.

Filhos

Os quatro filhos nasceram, sendo que todos acompanharam o crescimento do casal. “Eles sempre viram nosso amor e, principalmente, nossa confiança um pelo outro. Todos os nossos filhos nos trouxeram muita alegria”, comentou Alaíde.

“Nunca nos incomodaram. Todos estudaram e atualmente vivem bem. Conseguimos criar quatro pessoas e isso nos enche de orgulho”, ressaltou Manoel.

Relacionamento

“Para se ter um relacionamento é preciso ter amor, respeito e principalmente responsabilidade um com o outro”, expressou Alaíde.

Manoel afirmou que todo casal precisa ter fidelidade e confiança. “É preciso confiar um no outro. Fidelidade e confiança são essenciais”, observou.

Futuro

“Não esperamos muito do futuro, já vivemos tudo que tínhamos para viver. Vamos terminar a vida juntos, um ao lado do outro, até o fim de nossas vidas”, afirmou Alaíde.

“Ela é a razão de eu viver. Levanto todos os dias pensando nela e durmo pensando nela. Sou feliz em tê-la ao meu lado e sou grato por ter construído minha vida ao lado dela”, comentou Manoel.

“Eu não vivo mais sem ele. Não consigo me imaginar sem ele. Ele é tudo pra mim”, finalizou Alaíde.

Anúncio