InternetData CenterAssinante

Atleta arrecada fundos para disputar campeonato de jiu-jitsu em Portugal

Dieferson Machado, de 24 anos, pratica o esporte há quatro anos
Atleta arrecada fundos para disputar campeonato de jiu-jitsu em Portugal
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 10/10/2018 às 11:16

O lutador Dieferson Machado, de 24 anos, está buscando fundos por meio da venda de rifas para participar do Campeonato Mundial de Jiu-jitsu, que acontecerá no mês de janeiro, em Portugal. Morador de Sombrio, ele treina em Criciúma seis vezes por semana e pratica o esporte há quatro anos. 

“Minha primeira competição foi com duas semanas de treino e sigo competindo até hoje. Eu sempre gostei de competir, participava do time da escola de basquete e com o fim do ensino médio fui conhecer o jiu-jitsu vendo as fotos de um amigo que competia e que me despertou interesse e fui convidado para fazer uma aula experimental”, lembra. 

Atualmente, Machado possui mais de 50 títulos. Entre as conquistas estão o Campeonato Estadual da categoria Absoluto, que são todos os pesos, todas as faixas. Vice-campeão da Seletiva para o Mundial de Abu Dhabi, em 2015, e terceiro lugar no Sul Americano UAEJJF 2018. 

Segundo o lutador, existe um desafio no jiu-jitsu: o atleta precisa completar o Grand Slam, ou seja, é preciso ganhar os quatro campeonatos mais importantes da Confederação Mundial. São o europeu, brasileiro, pan-americano e o mundial. “Meu primeiro passo será disputar o europeu em Portugal. Estou muito ansioso e com expectativa muito boa para esse ano. Será minha primeira competição internacional”, relata.

Machado está realizando uma rifa entre amigos para conseguir pagar a viagem. Ele ainda não vive do esporte e trabalha como produtor rural de produtos orgânicos. “O maior desafio de todo atleta é ter condições de pagar os custos de treinos, viagens e estadias para competir. Se tratando de uma viagem para o exterior, se torna bem mais caro, então, resolvi fazer uma rifa, mais uma ação entre amigos para contribuir e conseguir chegar ao meu objetivo de competir em um campeonato desse nível”, explica. 

“Eu, sozinho, não teria condições de pagar uma viagem assim. São coisas que o jiu-jitsu vem me proporcionando. Meu maior objetivo é ser campeão mundial. Já viajei alguns Estados do Brasil graças ao esporte. Tenho alguns amigos que me ajudam, mas patrocínio, em si, ainda não”, esclarece. 

Os interessados em ajudar Machado podem entrar em contato pelo telefone (48) 9.9848-1030 e pelas redes sociais do atleta.