InternetData CenterAssinante

Salvaro e as dívidas: O criciumense não é velhaco

Salvaro e as dívidas: O criciumense não é velhaco
Foto: Denis Luciano
Por Denis Luciano Em 10/04/2017 às 21:42

Em cem dias de governo, o assunto mais recorrente para Clésio Salvaro é, inegavelmente, o montante de dívidas herdadas. “Nossa maior obra foi governar o governo”, reflete. O prefeito - que fez nesta segunda uma prestação de contas da arrancada do governo em ato no Paço Municipal - calcula que, com as medidas adotadas nos últimos três meses, garantiu uma economia que a longo prazo vai chegar a R$ 70 milhões.

“Chegamos com R$ 115 milhões em dívidas. Pagamos uns R$ 40 milhões. Reordenamos o resto. Vamos pagar mais R$ 5 milhões de atrasados e economizar mais uns R$ 15 milhões com as próximas medidas”, projeta. A extinção da ASTC foi uma das iniciativas citadas. “Só com isso, vamos poupar R$ 9 milhões”, enfatiza. 

O choque de credibilidade

Para Salvaro, houve um choque de credibilidade com a austeridade que o seu governo vem pregando. “A arrecadação aumentou pois o contribuinte acredita nessa gestão”, define. Ele recorda que houve cortes nos salários do primeiro escalão, nomeação de apenas sete titulares para 17 vagas e enxugamento dos cargos comissionados quase pela metade.

Poderia chegar a R$ 200 milhões

Nas avaliações do prefeito e da sua equipe, se as medidas para conter o déficit mensal não fossem adotadas a prefeitura fecharia 2017 com R$ 200 milhões em débitos. “Era um rombo milionário. O criciumense não é velhaco, paga suas contas em dia”, dispara. Ao reconhecer que há muitas contas a colocar em dia, o prefeito revela um sonho. “O maior presente será sair do cartório, ter as certidões negativas. As contas não estão em dia e demorarão a ficar”, pontua.

Linha do tempo do governo

A equipe de Salvaro distribuiu um relatório de 27 páginas no qual constam realizações dos primeiros cem dias da atual gestão. Abaixo, por dia, a linha do tempo dos principais tópicos elencados pelo secretariado:

5/1 – Decreto de emergência do Paço Municipal em obras
6/1 – Parceria com o IDEAS para a gestão do Hospital Santa Catarina
13/1 – Reforma administrativa encaminhada à Câmara
26/1 – Obras no Paço aceleradas com a Engenharia Castanhel
6/2 – Projeto de repactuação das dívidas de R$ 115 milhões
19/2 – Mais de 5 mil telhas distribuídas a vítimas de temporal
21/2 – Início de pavimentação no Rio Maina
24/2 – Mais de R$ 24 milhões arrecadados com o IPTU
6/3 – Mão de obra de presos começa a trabalhar em convênio na cidade
7/3 – Mais de R$ 5 milhões garantidos com a Casan para obras
14/3 – Governo Federal assegura R$ 5 milhões o Canal Auxiliar
16/3 – Parceria com a Polícia Militar para segurança nos Terminais
20/3 – Estacionamento rotativo volta a operar
24/3 – Convênio com as Faculdades Esucri para bolsas de estudo
27/3 – Renovação de contrato com o Hospital São José
30/3 – Retomada do Caminhão Amigo nos bairros