navegue nos blocos da capa

Geral

Balneário Arroio do Silva

Decreto proíbe materiais publicitários em vias e passeios públicos

Fiscalização inicia no próximo mês. Comerciantes devem ficar atentos

12
AGO
2017
| 18h34
18h34
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação

Considerando a necessidade de coibir a prática de exploração de uso de materiais publicitários em vias públicas, principalmente em canteiros e rótulas existentes no perímetro urbano de Balneário Arroio do Silva, passa a entrar em vigor o Decreto nº 134 de 1º de agosto de 2017, o qual proíbe a colocação de faixas, placas, painéis, cavaletes, outdoors, cartazes, luminosos, pinturas, inscrições e outros materiais e elementos de publicidade em vias, passeios e logradouros públicos da cidade.

Os fiscais terão o pleno exercício do Poder de Polícia para a retirada do material. A fiscalização passa a ser intensa a partir do próximo mês, visto que há um prazo de 30 dias, a partir da publicação do Decreto, para a retirada dos materiais. “Não havendo o cumprimento da retirada do material, será feita a apreensão e o recolhimento”, registrou o secretário de Planejamento Urbano, Anderson da Silveira. O recolhimento será feito pela Secretaria de Obras, através do departamento de trânsito.

A ação é um pedido popular, visto que as reclamações vinham sendo constantes, além de ser uma preocupação da Administração Municipal. Um dos objetivos é evitar a poluição visual e melhorar as condições de segurança no trânsito aos munícipes, turistas e veranistas que frequentam o balneário.

Colaboração: Bianca Goulart/Comunicação Balneário Arroio do Silva

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Caminhão é recuperado através de rastreamento via satéliteEscola Dionízio Milioli: 30 anos de história em CriciúmaDuas pesquisas nos bastidores da feiraCâmara da Mulher Empresária celebra 20 anos de atuação Comunidade quer mais compensações ao CASE e PenitenciáriaOs bonecos de neve de Lauro Müller