InternetData CenterAssinante

Comércio improvisado de rua e esmolas na mira da prefeitura

Comércio improvisado de rua e esmolas na mira da prefeitura
Foto: Denis Luciano
Por Denis Luciano Em 25/08/2017 às 11:07

Pedintes estão fazendo as vezes de comerciantes nos semáforos de Criciúma. “Percebemos isso faz algumas semanas. Eles vão com balas velhas, com frutas como abacaxis e laranjas e tentam vender”, adverte o secretário municipal de Assistência Social, Paulo César Bitencourt. “ Ao ouvirem um não dos motoristas eles então pedem uns trocados”, completa.

Para dar conta dessa nova estratégia a prefeitura levou às ruas uma equipe com técnicos das áreas fazendária e social. “Ficamos 15 dias fazendo abordagens, os realmente comerciantes foram orientados a tirar alvará provisório e os que tem problemas sociais foram encaminhados aos aparelhos que o município dispõe para auxílio”, informa. "Resolvemos por enquanto", completa.

Campanha contra esmolas

Está em vias de ser lançada a nova versão da campanha “Não dê esmola”, cuja última versão ainda tem na cidade como herança a placa posta na calçada da rua Marechal Deodoro próximo à praça do Imigrante, no Centro. “Estamos preparando cinco placas fixas, de um metro por um, que serão postas nos principais semáforos”, confirma o secretário.

O material gráfico da nova campanha está sendo preparado pelo município. “Não relançamos antes para não criar uma confusão com as campanhas de agasalho que são necessárias e meritórias, ficaria confuso”, conclui.