InternetData CenterAssinante

Greve dos motoristas e cobradores pode ser decretada hoje

Nesta tarde, poderá ocorrer uma paralisação surpresa da frota de ônibus da cidade
Greve dos motoristas e cobradores pode ser decretada hoje
Foto: Fillipy Pirola/PortalSatc,com
Por Douglas Saviato Em 02/06/2014 às 11:20

O Sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Criciúma se reunirá em assembleia nesta segunda-feira, às 18 horas, com os trabalhadores do transporte coletivo urbano de Criciúma. Neste encontro, será repassado aos motoristas e cobradores mais uma proposta apresentada pelas empresas responsáveis pelas negociações em relação ao aumento salarial da categoria. Participarão desta reunião os trabalhadores das empresas Expresso Coletivo Forquilhinha, Rio Maina e São Marcos. Caso a maioria dos colaboradores não aprove os valores, a greve da categoria poderá ser decretada. A suspensão das linhas de ônibus pode ocorrer nesta noite ou na manhã desta terça-feira.

É preciso de um período de 72 horas de estado de greve para que a paralisação seja considerada legal, período já cumprido, tendo em vista que os profissionais estão em estado de greve desde a semana passada. Segundo o advogado do sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Criciúma, Eduberto Bergmann, houve um avanço nos valores apresentados pelas empresas, porém, a proposta ainda está longe do reivindicando pela categoria.

“Não podemos divulgar os números. Os valores serão repassados aos trabalhadores somente em assembleia”, frisa Bergmann. A reunião será no Sindicato dos Trabalhadores Ceramistas de Criciúma e Região, na rua João Pessoa, região central de Criciúma. O encontro será no local, pois não há espaço no Sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Criciúma para reunir a categoria.

Na noite desse domingo houve uma reunião entre motoristas e cobradores. De acordo com informações de alguns profissionais há uma possibilidade de paralisação surpresa ainda nesta tarde. Nesta manhã, um motorista ouvido pela reportagem do PortalSatc.com confirmou a parada de boa parte da frota de ônibus da cidade. A paralisação não tem duração definida

O motorista Celeir Formentim Cândido, integrante de uma comissão formada por quatro motoristas para acompanhar as negociações entre o sindicato e as empresas não confirma a paralisação. A comissão foi criada para pressionar o sindicato, que no início das negociações, segundo Cândido, não havia tomado nenhuma posição em prol dos trabalhadores. Conforme Bergmann, nenhum movimento é organizado pelo sindicato. “Iremos tomar uma atitude somente após a assembleia”, frisa.

Atualmente, os motoristas recebem por mês R$ 1.279. A categoria pede R$ 1.560. Os cobradores ganham R$ 775 e almejam R$ 1.050. Já o vale-alimentação atual é de R$ 260 e os trabalhadores querem R$ 300.