InternetData CenterAssinante

Greve dos bancários: apenas uma agência aberta em Crciúma

Quadro irá aumentar ao longo desta sexta-feira, com outros municípios da região aderindo à paralisação
Greve dos bancários: apenas uma agência aberta em Crciúma
Foto: Foto: Amanda Ludwig
Por Douglas Saviato Em 14/09/2013 às 12:00
A greve dos bancários chega ao segundo dia consecutivo nesta sexta-feira. O presidente do Sindicato dos Bancários de Criciúma e região, Ronald Pagel Soares, avalia como boa a adesão dos bancários. “Encerramos o quadro de ontem com todas as agências fechadas em Criciúma com exceção do Bradesco, no Distrito do Rio Maina, onde dois funcionários atuam”.

Ronald acrescenta que o quadro irá aumentar ao longo desta sexta-feira, com outros municípios da região aderindo à paralisação. “Na próxima segunda-feira a greve vai se intensificar ainda mais. A cidade de Tubarão também irá aderir à greve”. Em comparação com o ano passado, no primeiro dia de paralisação, a adesão em nível nacional foi 30% maior. Em 2012, foram cinco mil agências fechadas, este ano, o número é de seis mil agências.

Quadro de paralisação das agências bancárias:

Em Criciúma estão abertos apenas os pontos de atendimento no Bradesco do supermercado Angeloni da avenida Centenário e do Bradesco no supermercado Giassi. Ambas as agências não possuem caixas eletrônicos. A única agência aberta é a do Bradesco do Rio Maina. 

Em Içara estão abertas apenas as agências do Itaú e do Bradesco.

Em Cocal do Sul está aberta apenas a agência Banco do Brasil/Besc, HSBC e Bradesco.

Em Urussanga aberta apenas a agência do Bradesco.

Em Morro da Fumaça estão abertas as agências dos HSBC e Bradesco.

Em Siderópolis aberta apenas a agência do Bradesco.

Em Nova Veneza estão abertas as agências do Bradesco e do Banco do Brasil.

Em Forquilhinha aberta apenas a agência do Bradesco.