InternetData CenterAssinante

Inauguração da ETE traz Lula em dezembro

Por Texto/fotos: Ariadne Niero Em 06/10/2009 às 13:42

Prevista para ser inaugurada na primeira quinzena de dezembro, a Estação de Tratamento de Esgoto poderá trazer o Presidente Lula a Criciúma. O convite já foi feito pelo presidente da Casan, Walmor De Luca, que vistoriou a obra nesta terça-feira, no bairro Universitário.

Localizada à margem do Anel Viário, na conhecida alça da Unesc, a obra vai atender 40% da população urbana de Criciúma, que compreende a área central da região do Pio Correa até o Pinheirinho, abrangendo cerca de 14 bairros. Uma nova estação será construída no ano que vem na região da Próspera para tratamento da rede de esgoto da zona norte da cidade.

“Enquanto as tubulações são ainda colocadas no Centro, num primeiro momento vamos atendera região do Pinheirinho e Paraíso”, adiantou o presidente da Casan. Até o momento cerca de 85% da ETE, orçada em R$ 120 milhões, estão concluídos. Resta a parte de urbanização e rede elétrica, segundo o engenheiro sanitarista e fiscal da obra, Luis Alexandre da Rocha.

Ele explica que o processo de tratamento do esgoto de Criciúma passará por três etapas. Serão 12 horas até a água ser devolvida ao rio. O pré-tratamento vai remover os sólidos grosseiros e gordura até passar para a remoção da carga orgânica presente do esgoto e complementação da limpeza dentro dos parâmetros necessários.
 
A estação está projetada para uma vazão média de 180 litros por segundo. Quase 700 metros cúbicos de esgoto vão chegar por hora na ETE, sendo que Criciúma produz em média 32 mil metros cúbicos de esgoto por dia, de acordo com o engenheiro.

O esgoto do Centro e zona sul é lançado no Rio Criciúma que desemboca na bacia do Rio Araranguá. Na região Norte (Próspera), o esgoto vai para a bacia do Rio Urussanga. Atualmente as cerca de 10 pequenas estações construídas em bairros isolados de Criciúma atendem menos de 3% da população.

OBRAS NAS RUAS
Pelo menos até o ano que vem as ruas vão continuar sendo transformadas em canteiros de obras em Criciúma. A implantação do sistema de saneamento está 60% concluída na região central. Nós próximos meses serão finalizadas as obras no Comerciário, São Cristovão, Mina Brasil e parte do Lote Seis e Santa Catarina. “A recuperação das ruas após a colocação da tubulação é por conta da prefeitura”, frisou o presidente da Casan.