InternetData CenterAssinante

'Desafio que vai ser um dos maiores da minha carreira', diz Hemerson Maria, apresentado no Tigre

Técnico terá também a função de auxiliar a diretoria na montagem do elenco
'Desafio que vai ser um dos maiores da minha carreira', diz Hemerson Maria, apresentado no Tigre
Foto: Lucas Renan Domingos/Portal Engeplus
Por Lucas Renan Domingos Em 12/01/2021 às 17:35

Em sua trajetória de mais de 20 anos como técnico, Hemerson Maria acumula uma vasta experiência no futebol catarinense. Ele já comandou quatro das cinco equipes mais tradicionais de Santa Catarina – Figueirense, Avaí, Chapecoense e Joinville – e agora se prepara para vestir a camisa de mais um dos grandes clubes do Estado. Na tarde desta terça-feira, dia 12, ele foi apresentado oficialmente como técnico do Criciúma.

A carreira de Hemerson Maria ainda lhe garante sondagens de mercados mais gabaritados do que os disputados pelo Tigre atualmente, que está na Série C nacional. O técnico revelou que chegou a receber sondagens de outros clubes, inclusive da Série B do Campeonato Brasileiro, e optou em dar prioridade ao tricolor carvoeiro.

“Quando começamos a negociar e meu nome estava sendo ventilado aqui eu também tinha outras propostas. Eu comecei a trabalhar com um novo agente e falei para ele para parar tudo e negociar com o Criciúma, porque era um desejo meu. Esperamos que possamos concluir o contrato até o fim do ano, vamos buscar ter performance e resultado e vamos levar o Criciúma para o lugar que ele merece”, destacou.

O técnico acredita estar em seu melhor momento para comandar o Tigre. “Eu chego em um momento da minha carreira onde estou preparado, experiente, perdi, ganhei, fui campeão. Estou amadurecido para este desafio que vai ser um dos maiores da minha carreira”, afirmou

Montagem do elenco

Além de comandar o Tigre, Hemerson Maria também terá papel fundamental na montagem do elenco para a temporada. “A gente queria primeiro definir a comissão técnica e depois pensar nos jogadores para que eles pudessem ser contratados seguindo a forma de trabalho do técnico”, afirmou o gerente de futebol do Criciúma, Giuliano Bitencourt.

Hemerson Maria já tem definido qual perfil de atleta solicitará para a diretoria para que seu trabalho no Criciúma dê certo. “Estou motivado. Este trabalho de montagem de grupo é o que gosto de fazer. Já cheguei em clubes onde 80% do elenco estava definido e tinha jogadores de diferentes características, formas de trabalhar. Aqui no Criciúma já definimos o perfil e agora vamos montar a equipe”, disse. “Nossa ideia é ter uma equipe competitiva. Uma equipe que honre a camisa do Criciúma, identificada com o torcedor. É isso que vamos tentar buscar. Já fizemos contatos com jogadores e as situações são bastante positivas. E nos próximos dias vamos apresentar”, projetou.

Maria sabe que a função que assumirá no Tigre exige resiliência e capacidade de lidar com cobranças. Em quase seis anos em que Jaime Dal Farra foi presidente do Criciúma, foram quase 15 trocas de técnicos, histórico que o novo técnico deseja deixar para trás.

“Sabemos da responsabilidade que temos, principalmente no cenário catarinense, até pelas conquistas. Temos conhecimento do peso do Criciúma. O torcedor é paixão. Ele quer se sentir representado e vamos tentar repassar isso para os atletas. Mas esta aprovação só vem com resultado. Não pedimos paciência, porque o torcedor do Tigre já está cansado de ouvir isso. Queremos tranquilidade porque queremos construir um trabalho sólido e isto leva um pouco de tempo”, evidenciou.

Comissão técnica

Junto com Hemerson Maria, chegam para compor a comissão técnica do Tigre o auxiliar técnico Emerson Nunes e o preparador físico Alexandre Souza. O gerente de futebol Giuliano Bitencourt ainda anunciou que Harison Feltrin, o Lalo, vai ser o auxiliar técnico fixo do clube. Até então ele fazia parte das categorias de base do Criciúma. Devem ser mantidos também o preparador de goleiros do Criciúma, Maurício Dacoregio, e o supervisor Tiago Neotti

Com 48 anos, Hemerson José Maria, acumula passagens por Guarani (SC), Figueirense, Avaí, Red Bull Brasil, CRAC, Joinville, Fortaleza, Vila Nova, Botafogo (SP), Chapecoense e Brasil de Pelotas. No currículo ele possui os títulos do Campeonato Brasileiro da Série B, em 2014, com o Joinveille, e as taças do Campeonato Catarinense de 2012, com o Avaí, e Recopa Catarinense em 2019.


Emerson Nunes, Hemerson Maria e Alexandre Souza - Foto: Lucas Renan Domingos/Portal Engeplus