InternetData CenterAssinante

Criciúma vence o Mirassol e se classifica para a segunda fase da Série C

Com gols de Arílson, Helder e Silvinho, Tigre venceu por 3 a 0
Criciúma vence o Mirassol e se classifica para a segunda fase da Série C
Foto: Celso da Luz / Criciúma EC
Por Rafaela Custódio Em 18/09/2021 às 18:59

O Criciúma fez o dever de casa e despachou o Mirassol na tarde deste sábado, dia 18, no estádio Heriberto Hülse pela 17ª rodada. A equipe do técnico Paulo Baier venceu por 3 a 0 e se classificou para a fase final da Série C do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida foram marcados por Arílson no primeiro tempo, Helder e Silvinho na etapa complementar.

A equipe carvoeira precisava conquistar os três pontos para conseguir a classificação sem depender de outros resultados. Com o triunfo, o Tigre chegou a 30 pontos e não pode ser mais alcançado pelo Figueirense, que venceu o Botafogo (SP), e chegou a 26 pontos, todavia, restando apenas uma rodada para encerrar a primeira fase do campeonato, a equipe de Florianópolis não pode mais alcançar o time tricolor, que está em 4º lugar, conquistando a última vaga do Grupo B. 

O próximo compromisso do Criciúma é justamente diante do Figueirense no próximo sábado, dia 25, às 17 horas, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Mirassol recebe o Novorizontino também no sábado e no mesmo horário. 

Jogo 

O Criciúma começou o jogo precisando balançar as redes para conseguir se classificar. E os jogadores mostraram vontade logo nos primeiros minutos. Com pressão pelos lados e maior posse de bola, os carvoeiros marcaram logo aos 5 minutos. Fellipe Mateus cobrou falta na área, o atacante Giovani não afastou o perigo e a bola sobrou nos pés de Arílson. O volante tirou a marcação e empurrou a redonda para as redes. 

Pênalti não marcado 

Os donos da casa reclamaram de um pênalti não marcado aos 14 minutos. Fellipe Mateus alçou bola na área, a zaga afastou, mas a redonda sobrou novamente para o camisa 10 carvoeiro, que tocou para Rodrigo, o zagueiro carvoeiro dominou no peito e deu uma bicicleta, todavia, a bola bateu na mão do zagueiro adversário e cortou o ataque tricolor. 

Dois minutos depois, o Criciúma teve mais uma oportunidade. O lateral Hélder subiu pela esquerda e cruzou no meio da área, mas o volante Eduardo chegou atrasado e não conseguiu ampliar o marcador. 

Aos 23, o zagueiro Rodrigo tentou sair jogando, porém perdeu a bola e ficou com Mateus Anderson, que entrou na área e arriscou um chute cruzado, mas a bola desviou e saiu pela linha de fundo. O Mirassol cobrou escanteio, mas a bola ficou nas mãos do goleiro Gustavo. 

Mirassol cresce na partida 

Após os 30 minutos, a equipe paulista cresceu na partida e começou a rondar mais a área do goleiro Gustavo. Luiz Fernando recebeu de Mateus Anderson, tirou a marcação e cruzou na área, mas Helder conseguiu jogar a bola para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, o camisa 10 do Mirassol alçou bola na área, todavia, a zaga afastou novamente o perigo. 

Aos 35, Mateus Anderson teve a bola nos pés para empatar a partida. Jeferson subiu pela lateral direita e cruzou na área, os defensores do Tigre não afastaram e a bola sobrou para o camisa 6 do Mirassol. Ele recebeu, entrou na área e chutou no gol, mas a bola subiu e saiu. 

Henan perde oportunidade 

O último lance do primeiro tempo foi do Criciúma. Hélder deu um passe para Henan ainda na defesa, o zagueiro Luizão tentou recuar a bola para o goleiro Edson, porém o atacante carvoeiro ficou com a bola e chutou na saída do arqueiro, mas a redonda saiu pela linha de fundo.

Segundo tempo 

A etapa final de jogo começou com os visitantes pressionando o Criciúma. Sousa recebeu a bola pela esquerda e, ao tentar cruzar na área, a bola acabou explodindo na trave direita do goleiro Gustavo. 

O Criciúma respondeu logo em seguida. O atacante Silvinho subiu pela esquerda e cruzou rasteiro, o zagueiro Diego Landis tentou afastar, mas desviou para o próprio gol, todavia o goleiro Edson fez a defesa. 

Travessão salva o Criciúma 

Aos 14, Bruno Xavier cobrou escanteio e Éverton Heleno sozinho dentro da área cabeceou, mas a bola bateu no travessão e saiu pela linha de fundo. 

O lateral Jeferson recebeu pela direita, driblou a zaga carvoeira, entrou na área e chutou no meio do gol, mas Gustavo espalmou para a linha lateral. 

A primeira substituição do Criciúma veio aos 20 minutos. Deixou o gramado Henan e entrou o atacante Marcão. 

O Criciúma cresceu na partida após os 20 minutos. Silvinho trocou de lado e começou atacar pelo lado direito e quase deu certo aos 22. O atacante carvoeiro entrou na área e cruzou, mas a zaga tocou para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, o próprio Silvinho alçou a bola na área, mas a defesa adversária novamente teve êxito. 

Aos 26, o técnico Paulo Baier mexeu duas vezes no time. Deixaram o campo Fellipe Mateus e Arílson e entraram Maranhão e Jessé, respectivamente. 

Criciúma amplia o placar 

O Tigre ampliou o marcador aos 27 minutos com Helder. Maranhão, que havia acabado de entrar, foi a linha de fundo e cruzou na área, Eduardo desviou de cabeça e a bola sobrou para o lateral-esquerdo, que chutou forte no canto direito do goleiro Edson. 

Após o gol carvoeiro, o técnico Paulo Baier fez as últimas substituições. Saíram Dudu Vieira e Eduardo e entraram Renan Areias e Minho, respectivamente. 

Silvinho fecha o marcador 

Aos 43, o atacante Silvinho recebeu na entrada da área, tirou a marcação, avançou com a bola e chutou de perna direita no canto do goleiro Edson, que caiu, mas não evitou o gol carvoeiro. 

Após mais um gol tricolor, o Mirassol ainda tentou buscar diminuir o placar, mas sem êxito.

Ficha técnica para Criciúma 3 x 0 Mirassol 

Competição: Série C do Campeonato Brasileiro. 

Data: Sábado, dia 18 de setembro.

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

Horário: 17 horas. 

Arbitragem: O paranaense Lucas Paulo Torezin apitou a partida. André Luiz Severo e Heitor Alex Eurich, também do Paraná, foram os auxiliares.

Cartão amarelo: Dudu Vieira (18'1'T), Silvinho (40'1'T), Henan (17'2'T) (CRI); Jeferson (40'1'T) (MIR). 

Gol: Arílson (4'1'T), Helder (27'2'T) e Silvinho (43'2'T) (CRI). 

Criciúma: Gustavo; Alemão, Rodrigo, Marcel Scalese e Helder; Dudu Vieira (Renan Areias), Arilson (Jessé), Eduardo (Minho) e Fellipe Mateus (Maranhão); Silvinho e Henan (Marcão). 

Técnico: Paulo Baier 

Mirassol: Edson Mardden; Jeferson, Luizão, Diego Landis e Sousa; Du, Mateus Anderson (Bruno Xavier), Luiz Fernando (Éverton Heleno) e Daniel (Octavio); Giovani (Wesley) e Matheuzinho (Léo Aguiar). 

Técnico: Eduardo Baptista