InternetData CenterAssinante

Criciúma vence o Figueirense e dorme na liderança no Grupo B da Série C

Com gol de Hygor, no primeiro tempo, Tigre quebrou jejum de vitórias no clássico
Criciúma vence o Figueirense e dorme na liderança no Grupo B da Série C
Foto: Celso da Luz/Criciúma E.C.
Por Lucas Renan Domingos Em 23/07/2021 às 18:01

O Criciúma vai dormir na liderança do Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro. Na tarde desta sexta-feira, dia 23, contra o Figueirense, no estádio Heriberto Hülse, o Tigre dominou o primeiro tempo e, com gol do atacante Hygor, fez o único gol da partida, garantindo uma importante vitória pelo placar de 1 a 0. O resultado faz a equipe carvoeira assumir temporariamente a primeira posição, com 17 pontos, torcendo agora pelas derrotas de Ypiranga (RS), Novorizontino e Ituano para se manter no topo da tabela. 

A vitória também faz o Criciúma quebrar um jejum nos clássicos contra o Figueirense. O Tigre não vencia a equipe da Capital desde 2016, quando havia vencido o time alvinegro pelo placar de 2 a 0 no estadual daquele ano. Com o resultado, o Furacão do Estreito se mantém na sétima colocação do grupo, com dez pontos. Na próxima rodada, o Criciúma enfrentará o Ituano, fora de casa. O Figueirense recebe o Novorizontino.

Domínio dos donos da casa

Pelo lado direito o Criciúma apareceu pela primeira vez. Alemão achou ótimo passo em profundidade para Hygor que invadiu a área sozinho e tentou o passe rasteiro, sendo cortado pela marcação. O Tigre buscava as jogadas pela beirada de campo parava na marcação do Figueirense. Aos 11 minutos o tricolor carvoeiro balançou a rede. Fellipe Mateus levantou a bola em cobrança de falta na grande área e Rodrigo desviou de cabeça. O zagueiro já ia comemorando, mas a arbitragem marcou o impedimento.

A dupla Alemão e Hygor funcionou mais uma vez já aos 15 minutos. O lateral fez bom lançamento para o atacante que apareceu pelo lado direito, limpou o lance e bateu. A bola tocou a rede pelo lado de fora, mas antes desviou na marcação, saindo em escanteio. No lance seguinte, Silvinho, desta vez pela esquerda, tentou o cruzamento na pequena área. Ninguém apareceu para fazer o corte a bola quase entrou direto.

Assistência de Silvinho e gol de Hygor

Os atacantes de lado do Tigre estavam ligados no jogo e Silvinho, estreante, ia fazendo a diferença. Em mais um lance de perigo, ele exigiu boa defesa do goleiro do Figueirense. Primeiro o atacante tentou o chute de longe e Rodolfo precisou espalmar para a linha de fundo.

O Criciúma era melhor na partida e conseguiu chegar ao gol aos 21 minutos e, de novo, com a participação de Silvinho e Hygor. O estreante cruzou nas costas da marcação e o camisa sete apareceu sozinho para completar, mandando para a rede e fazendo o 1 a 0.


Hygor comemora o gol que abriu o placar para o Tigre - Celso da Luz/Criciúma E.C.

O time de Florianópolis, por sua vez, não oferecia riscos ao gol de Gustavo. A equipe do técnico Jorginho tinha dificuldades em manter a posse de bola e não se aproximava da área do Criciúma. Após o gol, o jogo ficou ainda mais lento, com sequência de faltas cometidas pelas duas equipes. Por fim, já aos 44 minutos, Hélder colocou a bola na cabeça de Marcão, que finalizou por cima do gol de Rodolfo Castro, decretando a vitória parcial do Tigre na primeira etapa.

Início de segundo tempo movimentado

Na volta do intervalo, o Figueirense mudou de postura e partiu para cima do Criciúma. Logo aos seis minutos Guilherme Teixeira finalizou forte e forçou Gustavo a fazer boa defesa. Na sequência, outra chance da equipe alvinegra, desta vez com Bruno Paraíba. Já dentro da área, ele tentou o chute rasteiro, mas o goleiro do Tigre estava bem posicionado e caiu para segurar firme.

Era pressão do time da Capital. André Krobel recebeu passe nas costas de Hélder e foi na linha de fundo para fazer o cruzamento. A bola já havia passado por Gustavo quando Rodrigo fez o corte e afastou o perigo. O Tigre respondeu. Marcão, na entrada da pequena área, desviou cruzamento de Hélder de cabeça, buscando o canto esquerdo de Rodolfo Castro. O goleiro do Figueira foi nela e evitou o segundo da equipe carvoeira.

O Criciúma era apagado no segundo tempo e quase sofreu o gol aos 16 minutos. Em cobrança de escanteio, Guilherme Teixeira subiu sozinho e testou firme. Gustavou caiu bem e espalmou para o meio da pequena área. Para a sorte do Tigre, Hygor estava ali para tirar a bola.

Figueirense tinha as melhores oportunidades

O segundo tempo era de superioridade do Figureira. Aos 36 no cronômetro, Rodrigo Bassani cobrou a falta direto para o gol, e Gustavo salvou o Criciúma com a ponta dos dedos. Aos 46 minutos os jogaodres do time alvinegro pediram o toque de mão de Dudu Vieira dentro da grande área. A arbitragem mandou seguir o jogo. 

A partida seguiu até 52 minutos e o Criciúma se segurava. No último lance da partida, a bola foi levantada na área do Criciúma e Guilherme Teixeira cabeceou por cima do gol.

Ficha técnica para Criciúma 1x0 Figueirense

Competição: Campeonato Brasileiro da Série C, 9ª rodada.

Data: Sexta-feira, dia 23 de julho.

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Horário: 16 horas

Arbitragem: José Mendonça da Silva Junior (PR) apitou a partida, auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)

Cartão amarelo: Hygor, Rodrigo, Dudu Vieira, Alemão e Paulo Baier (CRI); Guilherme Teixeira, Giva, Renan Luis, Vinícius Kiss e Oberdan (FIG)

Gols: Hygor (21’ 1ºT)

Criciúma: Gustavo; Alemão, Rodrigo, Marcel Scalese e Helder; Arilson (Jessé), Dudu Vieira e Fellipe Mateus (Eduardo); Hygor (Gabriel Henrique), Silvinho (Dudu Figueiredo) e Marcão (Luiz Paulo).

Técnico: Paulo Baier

Figueirense:  Rodolfo Castro; Everton Santos (André Krobel), Rayne, Guilherme Teixeira e Renan Luis; Dener Pinheiro (Vinícius Kiss), Oberdan e Roberto (Marlyson); Diego Tavares, Andrew (Rodrigo Bassani) e Bruno Paraíba (Giva).

Técnico: Jorginho