InternetData CenterAssinante

Criciúma poderá ter mudanças e foca em psicológico forte para enfrentar a Ponte Preta

'Fazer os atletas acreditarem que é possível', diz Wilsão sobre preparação para o jogo
Criciúma poderá ter mudanças e foca em psicológico forte para enfrentar a Ponte Preta
Foto: Celso da Luz/Criciúma E.C.
Por Lucas Renan Domingos Em 07/04/2021 às 17:24

Lanterna do Campeonato Catarinense, o Criciúma agora foca na Copa do Brasil para tentar espantar a má fase. O Tigre recebe a Ponte Preta no estádio Heriberto Hülse nesta quinta-feira, dia 8, buscando a classificação para a terceira fase da competição nacional. Vivendo momento difícil no estadual, diante da Macaca o tricolor carvoeiro que reencontrar o caminho da vitória, mesmo sabendo das dificuldades que serão impostas pelo adversário.

Além de melhorar o desempenho dentro de campo, o técnico e o auxiliar-técnico interinos do Criciúma, Wilsão e Lalo, estão trabalhando o psicológico de seus atletas. O Tigre vem de uma sequência de 17 jogos sem vencer e quer encerrar este jejum.

“Fazer os atletas acreditarem que é possível, manter o foco, os treinamentos. Estamos diariamente conversando com eles para fazer eles acreditar que é possível. Nos treinamentos estamos corrigindo alguns detalhes, que analisamos no último jogo e, consequentemente, em cima disso, manter a direção do objetivo que é passar na Copa do Brasil”, pontuou Wilsão.

Lalo ameniza a responsabilidade dos atuais jogadores do Criciúma na sequência de jogos sem vencer, que já vem desde o ano passado. Dos 17 jogos, oito foram ainda na temporada de 2020. “Os atletas são novos. Esta carga de 17 jogos vem de um tempo grande. Então a gente foca principalmente que estes atletas possam dar o resultado do momento, que é o jogo na Copa do Brasil”, emendou.

A Macaca não entra em campo desde o dia 13 de março, após a paralisação do Campeonato Carioca. O tempo sem entrar em campo, acredita Wilsão, não deve amenizar os riscos para o Criciúma.  “Um adversário difícil, disputa o campeonato paulista, tem experiência, está na Série B. Temos que nos preocupar por isso”, analisou.

O técnico interino não revela qual time colocará em campo, mas adianta que pode haver mudanças na escalação. “Deve ter mudanças, não por conta do adversário, mas pelo o que a gente viu no último jogo”, disse. Em caso da conquista da classificação, Wilsão acredita que a equipe também terá um novo ânimo para tentar se livrar do rebaixamento no estadual. “Sempre é importante ganhar um jogo deste naipe. É um ponto muito favorável se a gente vencer, porque, com certeza, deixa os jogadores mais tranquilos. E isso pode influenciar”, finalizou.

Criciúma e Ponte Preta se enfrentam a partir das 19 horas. Em caso de empate, a disputa irá para os pênaltis. Se vencer, o Tigre conquista a classificação e coloca no caixa do clube mais R$ 1,7 milhões, além dos R$ 1,2 milhões já conquistados na primeira e segunda fase.