InternetData CenterAssinante

Contra um Paraná em crise dentro e fora de campo, Criciúma mira a classificação antecipada

Paranistas e carvoeiros se enfrentam neste sábado, dia 4, às 19 horas
Contra um Paraná em crise dentro e fora de campo, Criciúma mira a classificação antecipada
Foto: Celso da Luz / Criciúma EC / Arquivo
Por Rafaela Custódio Em 04/09/2021 às 10:29

A caminhada do Criciúma rumo a 2ª fase da Série C do Campeonato Brasileiro passa pelo estado vizinho do Paraná. Neste sábado, dia 4, o Tigre visita o Paraná Clube no estádio Durival de Britto, a partir das 19 horas, e mira mais três pontos para encaminhar a classificação para a próxima etapa. Segundo o site Chance de Gol, a equipe dirigida por Paulo Baier, que tem 26 pontos após 14 rodadas, possui 92,1% de chances de passar de fase.

Atualmente, o Criciúma conta seis pontos de vantagem para Botafogo (SP) e Figueirense, 5º e 6º colocados, respectivamente, primeiros rivais fora da zona de classificação do Grupo B. Os dois rivais, aliás, têm compromissos complicados: os paulistas recebem o Grêmio Novorizontino, enquanto os catarinenses encaram o Ituano.

O Tigre, em compensação, mesmo jogando fora de casa, sabe que terá um adversário em crise dentro e fora de campo, batendo na porta da Série D. O Paraná não vence há sete rodadas e as últimas semanas tem sido pra lá de agitadas na Vila Capanema com troca de presidente pela quarta vez no ano - Rubens Ferreira assume ainda neste mês -, demissão do técnico Sílvio Criciúma, saídas de jogadores e salários atrasados. Tropeços de Botafogo e Figueirense deixam a classificação antecipada praticamente garantida.

Confira as novidades do confronto:

Criciúma

O Criciúma chega para o segundo compromisso consecutivo como visitante - na rodada passada perdeu para o Grêmio Novorizontino, em Novo Horizonte (SP), por 1 a 0 - sem nenhum desfalque por suspensão e com novidades no elenco. Recentemente contratados, os zagueiros Zé Marcos e Henrique e o centroavante Henan já estão regularizados no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e são opções para o técnico Paulo Baier.

Quem também estará à disposição do treinador é o capitão e goleiro Gustavo. Julgado nesta sexta-feira, dia 3, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão contra o Ituano, o arqueiro recebeu apenas um jogo de punição. Como essa suspensão foi cumprida diante do São José - vitória carvoeira por 2 a 1 -, ele fica apto pro jogo no Paraná.

“A gente precisa melhorar fora de casa. Em casa, a gente segue com 100% de aproveitamento, jogando bem e conseguindo os resultados. A gente precisa focar neste jogo, esquecer o que passou e focar no Paraná. Se a gente fizer um grande jogo, podemos nos classificar já nesta rodada”, frisou Baier.

A provável escalação: Gustavo; Claudinho, Rodrigo, Marcel Scalese e Helder; Arilson, Dudu Vieira e Fellipe Mateus; Silvinho, Marcão e Maranhão.

Paraná

Em crise administrativa, com fim de parceria com investidor, mudanças no departamento de futebol, vinda do quarto presidente no ano e salários atrasados, o Paraná Clube vê o reflexo disso dentro das quatro linhas e o rebaixamento para a Série D se aproxima. A última vitória paranista foi na sétima rodada, contra o Mirassol. Desde então foram quatro derrotas e três empates. Na vice-lanterna com 10 pontos, a equipe conta com três vitórias nas últimas quatro rodadas para evitar o rebaixamento. Atualmente, são seis pontos de distância para o São José (RS), primeiro time fora da zona de queda. 

O último ato da crise paranista foi a troca na comissão técnica. Sílvio Criciúma foi demitido após menos de dois meses no comando e apenas cinco jogos. Jorge Ferreira será o comandante até o fim da Série C e tendo a inglória missão de evitar o descenso. Nos últimos dias, jogadores considerados titulares, como o zagueiro Jonathan Costa e o volante Adriano, deixaram o clube e agora ele tenta motivar quem ficou e resgatar jovens da base para tentar dar sobrevida ao time.

“O primeiro pensamento é o jogo do Criciúma. Estamos conversando com os atletas para esquecer o resto. Se a gente não pensar exclusivamente nesse jogo, corremos um risco grande de não escapar. Estamos mobilizando eles para conquistarmos os três pontos e, aí sim, projetar outras situações”, afirmou Ferreira, que pode escalar Bruno Grassi; Alex Murici, Vinicius Guarapuava, Léo Pettenon (Luan) e Bryan; Moisés Gaúcho, Janderson Maia e Sillas; Eberê, Reis e Gustavo França (Lucas Sene).

Retrospecto desfavorável

O confronto deste sábado será o 15º entre paranistas e criciumenses no Paraná. Por lá, a vantagem é toda dos mandantes, que venceram sete dos 14 jogos. O Tigre venceu somente dois, o último em 2016, e empatou cinco vezes. No confronto geral, foram 32 jogos com 11 triunfos carvoeiros, oito empates e 13 vitórias paranaenses. No 1º turno deu Tigre: 2 a 0, com gols de Luiz Paulo e Marcão.

Arbitragem

O carioca Rafael Martins de Sá apita Paraná e Criciúma. Será o primeiro jogo dele na atual edição da Série C do Campeonato Brasileiro. Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Silbert Faria Sisquim, também do Rio de Janeiro, serão os auxiliares.

Transmissão

Paraná Clube e Criciúma terá transmissão ao vivo do Portal Engeplus, que abre a Jornada Esportiva Tabelando a partir das 18 horas no site e nas redes sociais.

Leia mais sobre: