InternetData CenterAssinante

Schülle e Edson Gaúcho dizem que gols sofridos foram por infantilidade

Empate distanciou ainda mais o Tigre do acesso
Schülle e Edson Gaúcho dizem que gols sofridos foram por infantilidade
Foto: Celso da Luz/Criciúma
Por Jessica Rosso Em 19/11/2020 às 22:53

O técnico do Criciúma Itamar Schülle e o diretor executivo Edson Gaúcho responderam algumas perguntas de jornalistas enviadas para a assessoria do Clube após a partida desta quinta-feira, dia 19. O tigre empatou com o Ypiranga por 4 a 4. O resultado não foi bom para o Criciúma, que com o empate se distancia ainda mais da classificação. Embora Schülle tenha assumido a responsabilidade pelo resultado, tanto o técnico quanto Gaúcho afirmaram que os gols sofridos foram uma infantilidade.

"A maneira como tomamos o gol. Eu fico muito triste porque sou o treinador e tenho muito cuidado com aquilo que falo e oriento meu grupo. Tem que ter uma via de mão dupla. Eu não tenho como fazer mais daquilo que tenho feito no dia a dia, orientado durante a semana. Felizmente melhoramos a ponto de fazer quatro gols, mas a infantilidade, foi algo absurdo como tomamos o gol", afirmou o técnico.

Sobre isso, o diretor executivo comentou que o time se comportava como se estivesse perdendo, sendo que isso já era visível após os dez minutos da partida, quando a equipe do Criciúma já havia feito 3 a 0. "Os atletas também são responsáveis. Infelizmente a nossa equipe não venceu por incapacidade nossa", disse. O Criciúma joga no próximo sábado, dia 28 de novembro, às 15 horas, contra o São José, no Estádio Passo D'areia São José. 

Leia mais: Criciúma empata com Ypiranga por 4 a 4 no Majestoso