InternetData CenterAssinante

Relembre os brasileiros que já quebraram recordes de transferência no futebol

Sempre em alta no mercado europeu, times fizeram loucuras para ter os 'brazucas' no elenco
Relembre os brasileiros que já quebraram recordes de transferência no futebol
Por Redação Engeplus Em 12/05/2020 às 09:00

Que o futebol brasileiro encanta o mundo inteiro, isso todo torcedor já sabe bem. A irreverência e talento natural que o os atletas criados aqui possuem é objeto de desejo dos grandes clubes do planeta, e isso faz com que a disputa para poder contar com eles no elenco seja feroz. Sem medir esforços para vencer a concorrência, muitas equipes já fizeram verdadeiras loucuras para contratar uma estrela ou promessa do Brasil no passado e recentemente.

O desejo de contar com esses brasileiros no elenco foi tanta que, os clubes interessados chegaram a bater recorde de valor de transferência para convencer o jogador e seu time atual de que o negócio valia a pena. Ao todo, na extensa lista de recordes, são três os atletas nascidos no Brasil que podem dizer que já foi ou é o jogador mais caro do mundo. Lembra quem são? Então confira na matéria abaixo que o Betsul preparou!

Ronaldo

No início dos anos 90, Roberto Baggio entrou para a história como o primeiro jogador do mundo a ser vendido por uma cifra acima de 10 milhões de euros. Por 12,9 milhões, o atacante italiano que se destacava na Fiorentina rumou para a Juventus, onde fez história e se tornando o melhor jogador do mundo alguns anos depois.

Em menos de uma década, o histórico valor de 10 milhões, que já havia sido multiplicado com Alan Shearer em 1996, chegou perto de multiplicar em 1997, quando Ronaldo decidiu deixar o Barcelona para defender a Inter de Milão. Para contar com o atacante brasileiro que já demonstrava ser um dos melhores da atualidade, os italianos pagaram 28 milhões de euros, um valor quase inimaginável para a época.

Não precisa nem dizer que o negócio foi um sucesso. Apesar da gravíssima lesão no joelho, que marcou uma virada na carreira do jogador, Ronaldo conseguiu números bem expressivos na Inter de Milão. Em 98 jogos oficiais, marcou 59 gols e distribuiu 5 assistências, conquistou a Copa da Uefa, foi eleito o melhor jogador do mundo e ganhou mais uma série de prêmios individuais na Itália.

Cinco anos depois, Ronaldo partiu para o Real Madrid por 45 milhões de euros, fazendo com que a Internazionale ainda lucrasse 17 milhões de euros (sem contar a inflação da época).

Denílson

O status de Ronaldo como o jogador mais caro do mundo não durou por muito tempo. Exatos um ano depois de sua mudança do Barcelona para a Inter de Milão, a jovem promessa Denílson desembarcou na Europa. Revelado pelo São Paulo, o ponta-esquerda chamou a atenção desde cedo pela facilidade com que driblava seu oponentes. Muito rápido e com vasto repertório, o atacante fez três grandes temporadas no time principal do Tricolor até que convenceu o Real Betis a fazer uma loucura.

Os espanhóis, longe de terem o poderio econômico de Real Madrid e Barcelona, mesmo naquela época, em 1998, decidiram que Denílson valia muito dinheiro e pagaram ao São Paulo 31,5 milhões de euros, naquela que foi a primeira transferência na história a superar a marca das três dezenas.

Denílson teve uma ótima passagem no Betis e até hoje jogador e clube cultivam um carinho mútuo pela parceria de sete anos. O brasileiro deixou os espanhóis para jogar no Bordeaux, da França, em agosto de 2005, pouco tempo depois de ajudar sua equipe a conquistar a Copa da Espanha.

Recordes até o atual líder

Antes de falar sobre o último brasileiro da lista, vale lembrar os jogadores que quebraram recordes de transferência desde Denílson em 1998. O primeiro deles foi o centroavante Christian Vieri, que em 1999 foi para a Inter de Milão por incríveis 46,5 milhões de euros.

Depois disso, o Real Madrid passou mais de uma década sendo o clube quebrador de recordes. Tudo começou com Luís Figo, em 2000, que custou 60 milhões aos cofres merengues. Em 2001, foi a vez de Zinedine Zidane se tornar o jogador mais caro do mundo ao ir para Madri por 77,5 milhões de euros. Oito anos depois, Cristiano Ronaldo trocou o Manchester United pelo Real por 94 milhões de euros. Por fim, em 2013, Gareth Bale se tomou o posto do português ao custar 101 milhões de euros.

Depois de tanto dinheiro gasto, o Real Madrid perdeu o jogador mais caro do mundo para o Manchester United. Não, Gareth Bale não voltou à Inglaterra. Estamos falando de Paul Pogba, criado nas categorias de base dos Red Devils, mas que foi crescer em outros lugares até retornar para casa, em 2016, por 105 milhões de euros.

Neymar

E isso tudo nos leva até Neymar, um verdadeiro quebrador de recordes (de todos os tipos). Em 2013, ele e Bale foram os grandes protagonistas do mercado de transferências do mundo. Merengues e catalães brigavam pelo jogador, que optou pelo Barcelona, numa transferência conturbada que custou 88,2 milhões ao Barça. Para não ficar por baixo, o Real trouxe Bale do Tottenham como o jogador mais caro do mundo.

Quatro anos depois, chegou a vez de Neymar “se vingar”. Após o absurdo sucesso no Barcelona, com títulos da Champions League, em que ainda foi artilheiro, do Campeonato Espanhol (2x), da Copa da Espanha (3x), da Supercopa da Espanha, da Supercopa da UEFA e do Mundial de Clubes da FIFA, o atacante brasileiro decidiu que era hora de buscar novos desafios.

Por 222 milhões de euros, o maior valor da história do futebol até hoje, Neymar trocou o Barcelona pelo Paris Saint-Germain, em uma transferência que pintou até a Torre Eiffel com as cores do clube da capital para anunciar a contratação do brasileiro, em 2017.

Aposte com o Betsul

Esses clubes apostaram nos brasileiros e se deram muito bem. Quem também pode apostar e sair no lucro é você, com o Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul. Para começar a palpitar nos maiores eventos do mundo, faça o seu cadastro em nosso site, resgate até R$ 120,00 de bônus com o primeiro depósito e escolha suas modalidades e jogos preferidos para apostar.

Fonte: Betsul