InternetData CenterAssinante

Paratleta Felipe Formentin planeja futuro no tênis de mesa

Ele está utilizando uma prótese nova na perna esquerda
Paratleta Felipe Formentin planeja futuro no tênis de mesa
Foto: Rafaela Custódio / Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 24/04/2020 às 08:05

O criciumense Felipe Formentin é paratleta de tênis de mesa há quase nove anos. Ele teve sarcoma de Ewing no joelho e precisou amputar a perna esquerda em 2011. Há duas semanas, ele está usando uma prótese adquirida após a realização de uma vaquinha online e com rifas.

Ele possui títulos importantes, como o bicampeonato das paralimpíadas escolares, Campeonato Pan-Americano Juvenil, etapa do Mundial da França, melhor do Brasil em 2014 e atleta revelação Troféu Guga Kuerten. “Minha competição foi o Campeonato Brasileiro, em dezembro de 2019, na cidade de São Paulo. Neste momento estou buscando manter a alimentação e atividades físicas em casa para não perder tanto o preparo físico e conseguir voltar com força total assim que as atividades forem liberadas novamente”, comenta. 

Formentin trabalha durante o dia em uma agência bancária e à noite o paratleta da Mampituba/Fundação Municipal de Esportes de Criciúma (FME) treina. “Divido minhas atividades de atleta com o mercado financeiro. Atualmente, trabalho em um grande banco privado brasileiro (Bradesco) onde estou muito feliz. Mas agora com a prótese estou treinando bastante com objetivo de me adaptar e voltar com força total para o tênis de mesa e, com persistência, alcançar novamente o alto rendimento”, finaliza.