InternetData CenterAssinante

Jogando fora de casa, Criciúma perde para a Chapecoense pela semifinal do Catarinense

Tigre perdeu por 1 a 0 para o Verdão do Oeste
Jogando fora de casa, Criciúma perde para a Chapecoense pela semifinal do Catarinense
Foto: Márcio Cunha/ACF
Por Rafaela Custódio Em 02/08/2020 às 20:10

A Chapecoense fez valer o mando de campo e venceu os primeiros 90 minutos dos 180 que serão disputados pela semifinal do Campeonato Catarinense diante do Criciúma. O Verdão do Oeste fez 1 a 0, gol de Paulinho, no primeiro minuto do segundo tempo. O confronto foi disputado na noite deste domingo, dia 2, na Arena Condá, em Chapecó. 

O jogo de volta será disputado no estádio Heriberto Hülse na próxima quarta-feira, dia 5, às 21h30. A Chapecoense tem a vantagem do empate para chegar a final do Catarinense. Caso o Tigre vença também por um gol de diferença, a vaga será disputada nos pênaltis.

Jogo 

A partida começou focada no meio-campo, com as duas equipes buscando manter a posse de bola. A primeira boa chance foi dos visitantes. Léo Ceará chutou, mas a bola parou na marcação. No rebote, Alisson Taddei que também arriscou, mas a pelota saiu pela linha de fundo.  

A Chapecoense respondeu o Criciúma aos 10 minutos. Após boa troca de passes, Matheus Ribeiro apareceu pela direita, entrou na área e chutou cruzado, mas o goleiro Agenor fez a defesa. Instantes depois, o Verdão do Oeste voltou assustar, mas desta vez com Denner. O meio-campista entrou na área e arriscou o chute, entretanto, a bola saiu pela lado direito do arqueiro carvoeiro. 

Domínio da Chapecoense após os 20 minutos 

Os donos da casa dominaram o meio-campo e conseguiram ter as melhores chances da primeira etapa de jogo. O atacante Paulinho tocou para Aylon na ponta esquerda. Ele tentou o cruzamento, mas sem êxito. No lance seguinte, foi a vez de Ezequiel tentar. O lateral arrancou pela direita, entrou na área e chutou no canto. O goleiro Agenor espalmou para a linha de fundo. 

Aos 36, a Chapecoense teve mais uma chance, mas parou na defesa tricolor. Aylon deixou dois jogadores para trás e avançou, mas na hora do chute, foi bloqueado pelo zagueiro Maurício. O defensor ainda caiu e conseguiu afastar o perigo duas vezes. 

O Verdão do Oeste quase abriu o marcador aos 39. Matheus Ribeiro recebeu a bola na intermediária e arriscou chute rasteiro. A bola passou ao lado direito do gol de Agenor. No lance seguinte, foi a vez de Denner arriscar. O camisa 8 recebeu pelo lado direito e chutou cruzado, mas a bola novamente saiu pela linha de fundo. 

O Criciúma voltou ao ataque aos 44. O atacante Jean Dias sofreu falta de Paulinho. Na cobrança, Kaíke bateu mal e a bola passou por cima do gol de João Ricardo. O último lance do primeiro tempo foi do Tigre. Após cruzamento de Kaíke, a bola sobrou para o volante Foguinho. O capitão da equipe carvoeira arriscou o chute, a bola quicou no gramado e saiu.

Segundo tempo 

A Chapecoense voltou decidida a abrir o placar e logo no primeiro minuto balançou as redes com Paulinho. Após cabeçada de Luiz Otávio, a bola sobrou para o atacante que tirou de Adenilson, deixou o zagueiro Maurício no chão e chutou no canto esquerdo do goleiro Agenor, que nada pode fazer. 

O Verdão do Oeste quase ampliou o marcador aos 7 minutos. Matheus Ribeiro entrou na área e chutou, porém Agenor fez a defesa em dois tempos. 

A primeira oportunidade do Criciúma veio aos 9 minutos. Jean Dias arrancou pela esquerda e sofreu a falta. O próprio atacante cobrou, mas a bola saiu pela linha de fundo. 

Aos 18, a Chapecoense quase ampliou o marcador. Após contra-ataque, Matheus Ribeiro arrancou com a bola pelo lado direito e cruzou rasteiro, a zaga carvoeira não conseguiu afastar o perigo e a bola quase sobrou para novamente para os donos da casa, porém Vitão conseguiu isolar o perigo. 

O técnico Roberto Cavalo mexeu duas vezes no ataque aos 28. Deixaram o gramado Léo Ceará e Thiago Henrique e entraram João e Jajá. 

Aos 36, o atacante Jajá sofreu falta na meia-lua e, na cobrança, Luquinha, que havia acabado de entrar, isolou a cobrança. 

A Chapecoense quase ampliou o placar com Foguinho. Após cruzamento na área, a zaga carvoeira cortou mal e a bola sobrou para o camisa 45. O atacante arriscou o chute e a bola bateu na rede pelo lado de fora. A última oportunidade do jogo foi dos donos da casa. Em contra-ataque, Alan Grafite arrancou com a bola ainda no campo de defesa e, sozinho, entrou na área, mas parou no goleiro Agenor, que conseguiu espalmar a bola. Na sequência, Christofer afastou o perigo. 

Ficha técnica para Chapecoense x Criciúma 

Competição: Campeonato Catarinense, semifinal 

Data: Domingo, dia 2 de agosto 

Local: Arena Condá 

Horário: 18 horas

Arbitragem: Fernando Henrique de Medeiros apitou a partida. Ele foi auxiliado por Kleber Lúcio e Éder Alexandre. 

Cartões amarelos: Guedes (3’2T), Alan Ruschel (23’2T), Ezequiel (39’2T), Joílson (41’2T) (CHA); Foguinho (22’2T); (Cri)

Gols: Paulinho (1’2T)

Chapecoense: João Ricardo; Ezequiel, Joílson, Luiz Otávio e Alan Ruschel (Derlan); Guedes (Lima), Denner (Alan Grafite), Anderson Leite (Ronei), Matheus Ribeiro e Paulinho (Foguinho); Aylon.

Técnico: 

Criciúma: Agenor; Adenílson, Maurício, Vitão e Kaike; Eduardo (Bruno Oliveira), Foguinho e Alisson Taddei (Christofer), Léo Ceará (João), Jean Dias (Luquinha) e Thiago Henrique (Jajá).

Técnico: Roberto Cavalo