InternetData CenterAssinante

'Foi uma antecipação desnecessária', avalia Dal Farra sobre a volta do Catarinense

Presidente do Criciúma afirmou que este não era o momento de ter futebol no Estado
'Foi uma antecipação desnecessária', avalia Dal Farra sobre a volta do Catarinense
Foto: Rafaela Custódio
Por Rafaela Custódio Em 13/07/2020 às 11:02

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) cancelou no último sábado os jogos de volta das quartas de final do Campeonato Estadual. A pressão exercida pelo Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de Santa Catarina para proteger os jogadores fez o presidente da FCF, Rubens Angelotti, seguir este caminho. Casos confirmados de Covid-19 na Chapecoense, Figueirense, Criciúma e no Joinville foram determinantes para a decisão.

O presidente do Criciúma, Jaime Dal Farra, afirmou que não era o momento para ter futebol em Santa Catarina. “Foi uma antecipação desnecessária. Durante a reunião, apenas o Tigre não queria voltar, mas agora não quero julgar ninguém e nem é o momento para isso. Ninguém é culpado pela pandemia, todos nós somos vítimas deste vírus”, pontuou. “Os clubes acataram uma decisão da FCF. Defendo que o campeonato seja decidido no campo, mas precisamos de cuidados com os atletas”, acrescentou. 

Dívidas 

Dal Farra se mostrou preocupado com a receita do clube carvoeiro. “A receita do Criciúma caiu drasticamente. Os custos dos testes são os clubes que estão bancando. Viajamos para Itajaí e não tivemos jogo. Tivemos um custo de mais de R$ 10 mil com alimentação, hospedagem e transporte. A Gestão de Ativos (GA) que está mantendo tudo. Estamos com as contas em dia, isso é um fato”, relatou. 

Na manhã desta segunda-feira, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, assinou um decreto proibindo o futebol profissional e amador por dez dias na cidade. “Vamos continuar treinando no Centro de Treinamento (Antenor Angeloni), mas sabemos que não vamos ter futebol por 14 dias em Santa Catarina. A Série C deve começar e o Catarinense ainda estará ocorrendo, ou seja, partidas do Brasileiro nos fins de semana e estadual no meio de semana”, analisou. 

O presidente do clube carvoeiro afirmou que os testes continuarão sendo aplicados em jogadores. “Infelizmente dois jogadores do Criciúma testaram positivo no último fim de semana, eles não possuem sintomas e estão bem. Vamos continuar rigorosos com essa situação. Esperamos que esse vírus seja controlado o mais rápido possível”, finalizou.