InternetData CenterAssinante

FCX contará com departamento para apoio e valorização da categoria feminino

Lançamento acontece no dia 24 de janeiro, em Florianópolis
FCX contará com departamento para apoio e valorização da categoria feminino
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 19/01/2020 às 13:29

A Federação Catarinense de Xadrez (FCX) convida todas as jogadoras, professoras, técnicas, mães e demais entusiastas do xadrez catarinense para participarem da reunião inaugural do Departamento de Xadrez Feminino. O evento será realizado no dia 24 de janeiro, no Lira Tênis Clube, durante o 6º Floripa Chess Open 2020, a partir das 17 horas, em Florianópolis. A reunião também vai contar com deliberações da diretoria e é aberta para todos os presidentes de clubes do estado. 

O novo Departamento tem como objetivo garantir a igualdade de gênero e fortalecer o apoio e incentivo ao xadrez feminino. Na reunião, serão apresentados os princípios gerais que norteiam o departamento com base na Comissão de Mulheres da FIDE e serão propostos projetos e demais ações que valorizem o xadrez feminino no estado de Santa Catarina. 

Entre os propósitos do departamento está: promover o xadrez para meninas e mulheres em todas as cidades e clubes membros da FCX; representar os interesses de todas as mulheres que participam do xadrez em Santa Catarina; gerar publicidade e reconhecimento positivos para as mulheres no xadrez e nos eventos de xadrez feminino; ajudar a aumentar número de organizadoras, árbitras, jogadoras, treinadoras e dirigentes mulheres; apoiar jovens talentosas jogadoras, tanto quanto possível. 

De acordo com a assessora de imprensa da Federação, Liziane Vicenzi, o Departamento é uma iniciativa inédita no estado com intenção de ser aprimorado constantemente.  

“As mulheres enxadristas do nosso estado têm se destacado com projeção nacional e como Federação queremos incentivá-las a permanecer no esporte. A FCX vai ser um espaço de diálogo, motivação e valorização de todo e qualquer esforço para valorizar e viabilizar a participação das mulheres no xadrez, seja jogando, arbitrando, ensinando ou qualquer outra atividade ligada a esse esporte que tanto amamos”, destaca. 

O departamento também buscará coibir, constranger e denunciar atitudes machistas e sexistas no ambiente do xadrez além de formular políticas e orientar a direção da FCX no sentido de colocá-las em prática para o desenvolvimento do Xadrez Feminino.