InternetData CenterAssinante

Esucri é uma das parceiras do futebol feminino de Criciúma

Desde 2013, a instituição apoia o esporte e concede bolsas de estudo as atletas
Esucri é uma das parceiras do futebol feminino de Criciúma
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Redação Engeplus Em 16/02/2020 às 11:46

Com o objetivo de apoiar os projetos sociais, para que crianças e adolescentes participem de projetos esportivos, as Faculdades Esucri é uma das parceiras do projeto de futebol feminino de Criciúma. Com a adição do Criciúma Esporte Clube no ano passado e a renovação com a Fundação Municipal de Esportes (FME), a equipe se prepara para a temporada 2020. 

Sendo a maior patrocinadora do projeto, a Esucri já ofereceu mais de 50 bolsas de estudo de graduação, incluindo o Colégio Universitário, no primeiro ano do projeto. “Se não fosse pela instituição, muitas atletas da nossa equipe não teriam condições cursar uma faculdade. Somos gratos por acreditarem no nosso trabalho e de estarmos dando um futuro melhor para essas meninas”, ressalta a técnica das equipes, Sabrina Cassol

As meninas carvoeiras, como são chamadas, têm de 11 a 23 anos, sendo a maioria de Criciúma e região. “Trabalhamos basicamente realizando o sonho dessas meninas. Algumas estão fora do Brasil ou em outras equipes, sempre buscando melhores oportunidades”, complementa Cassol. 

Segundo o coordenador do curso de Educação Física das Faculdades Esucri, professor Christiano Ceccato, a realidade do atleta profissional no Brasil não é fácil, visto que a minoria consegue fazer carreira profissional e viver do esporte. “Portanto o acesso ao ensino superior decorrente desta parceria é mais uma oportunidade profissional para as atletas, caso tenham algum impedimento de seguir a carreira como jogadoras de futebol profissional", explica. 

“Além dos benefícios no âmbito profissional, esta parceria incentiva a prática esportiva que promove o desenvolvimento físico, socialização e integração entre as crianças e adolescentes. Através desta parceria também surgiram novas possibilidades, como a implantação de escolinhas esportivas no município de Criciúma que hoje atende duas mil e quinhentas crianças”, concluiu Ceccato. 

Leia mais

Em busca de sonhos, estudo e qualificação profissional: a história da equipe feminina do Criciúma

Colaboração: Natasha Monteirio/ Traquejo Comunicação