InternetData CenterAssinante

Estelionatários usam nome do Próspera e de Paulo Baier para aplicar golpe em jogadores de futebol

Golpistas pedem dinheiro para atletas em troca de falso contrato com o Time da Raça
Estelionatários usam nome do Próspera e de Paulo Baier para aplicar golpe em jogadores de futebol
Foto: Divulgação/Próspera
Por Lucas Renan Domingos Em 16/10/2020 às 18:34

Os nomes do Esporte Clube Próspera e de Paulo Baier, técnico do time criciumense, estão sendo utilizados por estelionatários para aplicar golpes em jogadores de futebol. Os golpistas estão ligando para atletas de diferentes locais do Brasil se passando como representantes do Time da Raça convidam o atleta para fazer parte do elenco prosperano. Em contrapartida, para a negociação se concretizar, o atleta precisaria pagar a taxa de transferência da federação na qual está inscrito para a Federação Catarinense de Futebol (FCF), o que não passa de uma mentira paga ganhar dinheiro de forma ilícita.

Os estelionatários pedem que o depósito seja feito em uma conta bancária e, após receber o pagamento, somem sem prestar esclarecimentos. “Somente hoje eu recebi seis ligações de jogadores relatando episódios como este. É tudo mentira. O Próspera não pede nenhum dinheiro para contratar jogadores. Pelo contrário, a gente paga para ter atletas no nosso elenco, como qualquer outro clube”, afirmou o presidente do Próspera, Israel Rocha.

Os valores cobrados pelos falsos dirigentes do time da Raça variam. Em um dos casos, um jogador pagou R$ 990. “Pelo o que apuramos, a conta repassada pelos estelionatários para que o depósito fosse realizado é da cidade da Bahia”, disse o presidente. O Próspera registrou boletim de ocorrência e também entrou em contato com a FCF para que a entidade tome providências, já que, conforme Rocha, outros clubes de Santa Catarina também passaram pela mesma situação.


Comprovante de depósito de um jogador que acabou sendo enganado pelos estelionatários - Divulgação/E.C. Próspera

“A gente ficou sabendo que golpistas também utilizaram nome da Caçadorense, do Guarani de Palhoça e do Barra”, enumerou. Os contatos com os atletas também costumam ser feitos pela rede social do jogador, o que, segundo Rocha, não é uma prática do Time da Raça.

“A gente negocia de clube para clube, entra em contato com o representante do jogador, de forma profissional, não por redes sociais. Pedimos para que os jogadores que recebem algum contato em nome do Próspera busquem falar com o clube pelos nossos canais oficiais. E se notarem que é um golpe que também realizem uma denúncia”, pediu Rocha.

No fim da tarde desta sexta-feira, dia 16, o Time da Raça também emitiu uma nota oficial sobre o assunto. Leia abaixo:

O Esporte Clube Próspera, vem a público alertar que possíveis criminosos estão tentando usar nosso prestígio e o dos nossos dirigentes para aplicar golpes. Entrando em contato e tentando extorquir dinheiro de pessoas (atletas).

Assim, afirmamos que o clube jamais compactuaria com ações dessa natureza. Nossos contatos se dão de forma oficial através do telefone: (48) 3478-6819, nosso e-mail: e.c.prospera@hotmail.com, Instagram: @e.c.prospera, Facebook: ECProspera, e equipe administrativa devidamente registrada na Associação, Federação e CBF.

Em nome do Esporte Clube Próspera e do esporte lamentamos e repudiamos essas tentativas de golpe. Ajude-nos a eliminar esses golpistas. DENUNCIE.

Atenciosamente,
E.C. Próspera.