InternetData CenterAssinante

'A loteria foi contra nós', avalia Roberto Cavalo após desclassificação nos pênaltis

Para o técnico do Criciúma sorte esteve do lado da Chapecoense na disputa
'A loteria foi contra nós', avalia Roberto Cavalo após desclassificação nos pênaltis
Foto: Caio Marcelo/Criciúma E.C.
Por Lucas Renan Domingos Em 06/08/2020 às 00:33

Depois de fazer 1 a 0 no tempo normal pelo jogo da volta das semifinais do Campeonato Catarinense, na noite desta quarta-feira, dia 5, o Criciúma foi derrotado para a Chapecoense nos pênaltis. O Tigre desperdiçou duas cobranças e viu o Verdão do Oeste aplicar o resultado de 4 a 2 nas penalidades, dando adeus ao desejo de chegar na decisão do estadual. Na avaliação de Roberto Cavalo, o aproveitamento de sua equipe nas cobranças foi explicado por uma máxima do futebol, a de que pênalti é sorte.

“É normal. Eu já fui jogador, perdi pênalti. Eu estava conversando com o Wilsão (auxiliar técnico) que em 90 a gente perdeu uma Copa do Brasil para o Goiás perdendo três pênaltis. Zico perdeu pênalti, Roberto Baggio perdeu”, disse o treinador. O Tigre iniciou as penalidades em vantagem, já que Ezequiel, lateral da Chape abriu a disputa chutando uma bola para fora.

“Quando o Ezequiel perdeu nos deu uma esperança muito grande. Infelizmente a gente teve uma bola na trave, outra que o goleiro conseguiu pegar. O Agenor sempre foi bem nos treinos, mas os caras da Chapecoense bateram muito bem. Mas eu parabenizo todo o nosso elenco. O grupo foi valente, foi disposto, fez grande jogo. Os pênaltis, como tudo mundo fala, é loteria. E hoje a loteria foi contra nós”, apontou.

No tempo normal, o técnico do Criciúma elogiou o desempenho de sua equipe. “Acho que dos últimos tempos, foi a melhor partida que fizemos dentro de casa. Foi contra uma grande equipe como é a Chapecoense, que está na Série B do Brasileiro e fazendo sempre grandes campeonatos. Foi um grande jogo e achei que jogamos melhor, fizemos o gol, mas não conseguimos a classificação”, disse Cavalo.

A postura da equipe e a chegada até a semifinal do estadual deixou o técnico animado para a continuidade da temporada. O Tigre agora deixa para trás o Campeonato Catarinense e foca na estreia do Campeonato Brasileiro da Série C, marcada para o dia 10 de agosto, contra o Londrina, no Paraná.

“Pelo futebol apresentado, nos dá mais confiança, uma tranquilidade melhor em termos de time. Hoje temos uma equipe formada. Vamos melhorar ainda com contratações. Acredito que neste momento estamos no caminho certo”, disse Cavalo. Após a derrota para a Chapecoense, o elenco do Criciúma já se reapresenta nesta quinta-feira, dia 6, no Centro de Treinamentos para iniciar a preparação para o Campeonato Brasileiro.