InternetData CenterAssinante

Waguinho Dias e Maringá se despendem do Criciúma e pedem apoio ao clube

Os dois profissionais foram demitidos do Criciúma na manhã desta quinta-feira, dia 26
Waguinho Dias e Maringá se despendem do Criciúma e pedem apoio ao clube
Foto: Mateus Mastella/Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 26/09/2019 às 10:50

A direção do Criciúma demitiu o técnico Waguinho Dias e o diretor de futebol João Carlos Maringá na manhã desta quinta-feira, dia 26. Após o anúncio, os dois profissionais se despediram dos atletas carvoeiros e conversaram com a imprensa na sala Clésio Búrigo no Estádio Heriberto Hülse. 

Maringá chegou ao clube tricolor em março deste ano no lugar de Nei Pandolfo. A expectativa do diretor de futebol era montar um elenco para a Série B que brigasse pelo acesso na elite do futebol brasileiro. Sua primeira contratação foi o técnico Gilson Kleina que deixou o clube em agosto. 

O diretor de futebol contratou 12 jogadores para a Série B. O goleiro Paulo Gianezini, o lateral direito Marcos Vinícius, os zagueiros Léo Santos, Thalles e Mateus Ferreira, os volantes Liel, Adilson Goiano, Wesley e Foguinho, além dos atacantes Vinicius, Léo Gamalho e Lúcio Flávio. 

“Não faltou apoio do presidente, mas não conseguimos os resultados. Saio chateado e principalmente pelo torcedor do Criciúma. O torcedor é muito especial, ele apoiou o clube em todos os momentos, protestou quando tinha que protestar e tenho que pedir desculpas. Se o resultado não veio, não foi por falta de trabalho. Saio tranquilo em relação ao meu esforço”, declara Maringá. 

Maringá pediu que a região Sul se mobilize e ajude o Criciúma a sair desta fase. “Se as pessoas não se unirem em torno do Criciúma o clube não andará. São 14 jogos e é preciso se unir para salvar o ano. Temos um grupo comprometido e tivemos uma última conversa com os jogadores para salvar o Criciúma. É um momento de críticas, mas é preciso deixar as vaidades pessoais de lado e colocar o Criciúma em primeiro lugar”, observa. 

“O presidente fez um esforço grande para que as coisas andassem, mas não andou. Assumo a responsabilidade no período que estive aqui. Talvez o encaixe do time que estava com o que contratamos não deu certo. Sábado estarei torcendo com certeza”. 

João Carlos Maringá
----------------------

O técnico Waguinho Dias também pediu apoio ao clube carvoeiro e ressaltou que os torcedores gostariam de uma resposta imediata com sua contratação. “Quando se troca a comissão técnica cria-se uma expectativa de que tudo mudará. Tínhamos muita coisa ainda pela frente. Que o torcedor confie e apoie os atletas para que eles possam render dentro de campo. Agora é a hora de apoiar. Se conseguirmos mais seis vitórias, o Criciúma não cai  [para a Série C]. O resultado vai entrar, pois a equipe assimilou como se joga para vencer”, afirma. “O Criciúma ganhou mais um torcedor. Vou estar sempre torcendo pelo clube. Foi um prazer trabalhar no Criciúma”, completa. 

O treinador comandou a equipe em cinco confrontos, sendo três derrotas e dois empates, com aproveitamento de 13%. Seu auxiliar técnico Fernando Gil também foi desligado do Criciúma.

Leia Mais 

Criciúma confirma as demissões do técnico Waguinho Dias e do diretor de futebol Maringá

Waguinho Dias será desligado do Criciúma nesta quinta-feira

AO VIVO: coletiva de imprensa com o técnico Waguinho Dias e o diretor de futebol Maringá