InternetData CenterAssinante

Torcedores e clube dão passo importante para Sala de Troféus

Espaço vai ficar anexo na Tigre Maníacos no estádio Heriberto Hülse
Torcedores e clube dão passo importante para Sala de Troféus
Foto: Divulgação
Por Mateus Mastella Em 18/06/2019 às 11:24

O Criciúma parece ter dado um passo importante em relação a sala de troféus no Estádio Heriberto Hülse. Na tarde dessa segunda-feira, dia 17, o diretor de marketing do clube, Júlio Remor, chamou os torcedores e colecionadores Pedro Paulo Canella, Luciano Fernandes e Heron para começar a levantar a sala de troféus, que vai ficar anexo a Loja Tigre Maníacos, no Majestoso.

Remor ressalta que os troféus ficarão em um novo local. "Vai ter de tudo no espaço, será muito bonito", comemora Remor. Os colecionadores Mateus e Dailton também vão ajudar neste projeto. "A nossa história vai voltar a ser vista por todos", comemora Canella, em entrevista ao Debate Tabelando.

O projeto vai na contramão levantado pelo Conselho Deliberativo no valor de R$ 400 mil. "É um passo de cada vez", define Canella. No espaço destinado, os troféus, pôsteres e as camisas serão colocadas para contar um pouco da história do clube.

Sala de troféus leva o nome de Décio Bianchini Góes

Ao falar da sala de troféus, alguns torcedores pedem para que o nome do espaço seja destinado a Moacir Fernandes, maior presidente vitorioso de Santa Catarina. Mas, antigamente, o espaço já tinha sido definido com outro nome: Décio Bianchini Góes, pai do ex-prefeito Décio Góes.

"Precisamos ter respeito, sem esquecer da história do Moacir. Mas vai continuar com o nome de Décio Bianchini Góes", finaliza Canella. Nos próximos dias, mais detalhes serão divulgados pelo clube e pelos colecionadores.

Leia mais sobre: