InternetData CenterAssinante

Roberto Cavalo à disposição do Tigre

Treinador espera por conversa com presidente para definir seu futuro na equipe
Roberto Cavalo à disposição do Tigre
Foto: Divulgação/Criciúma E.C.
Por Lucas Renan Domingos Em 30/11/2019 às 00:21

Chegou ao fim a temporada do Criciúma em 2019. Em seu último jogo no ano, o Tigre venceu o Oeste fora de casa pelo placar de 2 a 1 e encerrou a sua participação no Campeonato Brasileiro da Série B. Agora os próximos dias deverão ser movimentados nos bastidores da equipe carvoeira, já pensando no planejamento para 2020. E o técnico Roberto Cavalo falou em tom de quem deseja continuar no comando técnico do tricolor.

O treinador espera definir sua situação na próxima semana, quando deverá conversar com o presidente do clube, Jaime Dal Farra. “Ganhamos, vencemos e agora é pensar no futuro”, arrematou Cavalo ao falar da vitória diante do Oeste. “A gente tinha em mente terminar o campeonato. Não teríamos como fazer nada antes desta última partida. O presidente também estava cuidando da saúde, ficou um tempo ausente e nem tivemos tempo para conversar”, emendou.

Mas ele não escondeu o desejo de ficar em Criciúma, tanto que já chegou a conversar com Wilsão, seu auxiliar, sobre planos para o Campeonato Catarinense. “Estávamos conversando que o tempo está ficando curto. Já saiu a tabela do catarinense. Tem equipes menores que costumam nos dar trabalho que já  estão treinando”, acrescentou.

Por fim, Cavalo dispensou a possibilidade de assumir outra função no clube sem que seja a beira do gramado. “Se eu ficar vai ser para ser treinador”, pontuou.

Sobre o jogo

Em relação a partida contra Oeste, o técnico revelou que os jogadores foram cobrados pela vitória. “Precisávamos deixar a melhor impressão possível, para cada um fazer a seu melhor e mostrar que o grupo estava se fortalecendo”.

Mas o Criciúma enfrentou dificuldades para vencer os donos da casa. Chegou a sair atrás no placar e precisou contar com dois gols de Léo Gamalho para conseguir a virada. “Fomos muito abaixo no primeiro tempo. Um time que queria a vitória tinha que ser mais aguerrido, valente, disposto. O Oeste estava desfalcado, nós estávamos com a mesma formação. Eles saíram na frente em um pênalti. No intervalo a gente corrigiu”, analisou o treinador.

Apesar de ter ganho o jogo, o treinador afirmou que esperava mais da sua equipe. “Estávamos brigando direto com nosso elenco para não tomar gol. E foi o que aconteceu de novo. Depois tivemos que correr atrás. Parabenizei eles pelo jogo, mas infelizmente estamos na Série C. Digo que gostei do resultado, porém o futebol poderia ter sido melhor aproveitado. Infelizmente não conseguimos alcançar nosso principal objetivo”, completou.