InternetData CenterAssinante

No último jogo do ano, Tigre derrota o Oeste fora de casa de virada

Criciúma chegou a sair atrás no placar, mas arrancou a vitória com dois de Léo Gamalho
No último jogo do ano, Tigre derrota o Oeste fora de casa de virada
Foto: Jefferson Vieira/Oeste FC
Por Lucas Renan Domingos Em 29/11/2019 às 23:22

Parecia que o Criciúma iria encerrar a sua participação na Série B de 2019 com derrota. Mas não foi o que aconteceu. Jogando contra o Oeste, fora de casa, o Tigre foi buscar a vitória no Estado de São Paulo. A equipe carvoeira chegou a ver os donos da casa sair na frente em uma cobrança de pênalti de Fábio. No segundo tempo, brilho a estrela de Léo Gamalho. O centroavante fez dois gols e decretou os últimos três pontos da equipe criciumense em 2019. 

O tricolor agora encerra a sua temporada e só volta a campo no dia 22 de janeiro. Na data, o Criciúma vai receber o Concórdia pela primeira rodada do Campeonato Catarinense de 2020. Pelo Campeonato Brasileiro, o Criciúma ainda tentará, na Justiça, fugir do rebaixamento, caso ao fim da rodada fique com a 17ª posição. Isso porque o jurídico do Tigre está atento a uma possível irregularidade de um jogador do Figueirense, que vai terminar o campeonato em 16º, a primeira equipe fora da zona de rebaixamento. 

Início de jogo sem emoções

Em um jogo para pouco mais de 300 torcedores que foram até a Arena Barueri  para assistir a partida entre Oeste e Criciúma, o início da partida foi de baixo nível técnico. A primeira finalização veio só aos 12 minutos. Roberto mandou a bola na área dentro da área em cobrança de falta. William Rocha cabeceou por cima do gol de Gianezini. O Tigre tentou responder aos 14 minutos. Reis e Léo Gamalho tabelaram na entrada da área e o atacante tentou colocar Eduardo na cara do gol, mas Matheus Cavichioli saiu do gol e fez a defesa tranquila antes da chegada do volante do Criciúma. 

Aos 20 minutos o tricolor carvoeiro teve mais uma chance. Léo Gamalho sofreu falta na intermediária e Reis foi para a cobrança, mas o atacante do Tigre pegou mal na bola e isolou. Com 28 minutos, Roberto levantou mais uma bola na área. William Rocha se atirou na bola e não pegou bem. O chute saiu fraco e para fora.

Tigre teve boa chance, mas foi o Oeste quem mandou para a rede

Com 32 minutos no cronômetro, finalmente uma jogada clara de perigo. Carlos Eduardo achou Andrew dentro da área que tocou para Reis. Já passando da bola, Reis tentou de letra e Matheus Cavichioli fez grande defesa. Quase gol do Tigre. O Oeste também tentou chegar. Salomão cruzou para Diogo, mas a zaga do Criciúma afastou para escanteio. 

Na cobrança, o árbitro marcou pênalti para o time paulista aos 37 minutos. Roberto mandou na área, Derlan subiu para tentar afastar e atropelou William Rocha. Lucas Guimarães Rechatiko Horn viu o lance e marcou. Fábio foi para a cobrança, mandou no canto e converteu. Saiu na frente o Oeste, 1 a 0.

Antes do fim do primeiro tempo, um lance bizarro pelo lado do Criciúma. Sandro tentou recuar e pegou mal na bola. Paulo Gianezini, que estava fora do gol correu para tentar evitar o escanteio e acabou não alcançando. 

Tigre vira no início do segundo tempo

Diferente do primeiro tempo, o Criciúma não demorou para ter sua primeira chance depois do intervalo. Logo no primeiro minuto, Luquinha fez boa jogada e tentou finalizar. O chute saiu fraco e foi em tiro de meta. 

O jovem atacante do Tigre estava a fim de jogo e teve outra grande oportunidade. Reis lançou Eduardo em linha de fundo. O volante fez bom cruzamento na cabeça de Luquinha que testou para o chão. A bola passou muito perto da meta defendida por Matheus Cavichioli e foi para fora.

O Criciúma era melhor em campo e conseugiu empatar o placar. Andrew ficou com a bola na intermediária e foi para cima dos adversários. Ele limpou e finalizou na trave esquerda do Oeste. A bola caiu nos pés do centroavante Léo Gamalho, que empurrou para a rede sem dificuldades. Ficou tudo igual, 1 a 1. Logo após o gol, uma pequena confusão. Andrew tentou pegar a bola no fundo do gol e o goleiro do Oeste colocou a mão no rosto do atacante do Tigre. O árbitro viu e amarelou Matheus Cavichioli. 

O Criciúma tomou conta do jogo no início do segundo tempo. Não demorou muito e o tricolou virou o marcador de gols, de novo com Léo Gamalho. William Rocha errou na saída de jogo e o centroavante carvoeiro aproveitou a oportunidade. Ele roubou a bola e soltou o pé. Matheus Cavichioli ainda encostou na bola, mas não impediu o gol, 2 a 0. 

Oeste tenta responder

O Oeste tentou assustar mais uma vez. Roberto cobra escanteio na marca do pênalti, Willian Rocha sobe mais alto e manda para fora. Boa chance do da equipe de Renan Freitas. Depois de virar o placar, o Criciúma recuou se fechou. O Oeste tinha dificuldade para chegar e o jeito foi arriscar de longe. Betinho, de fora da área, bateu forte e forçou Gianezini a fazer boa defesa. 

Era pressão dos donos da casa. Com 34 minutos, mais um lance de perigo. Salomão tentou jogada individual pelo lado esquerdo do ataque. Andrew tomou a frente, tentou proteger e quase entregou. Salomão foi esperto e conseguiu forçar um chute. Forte, mas pelo alto do gol do Tigre. 

No fim do jogo, Derlan ainda acertou um portente cabeceio após cobrança de escanteio de Marlon. Matheus Cavichioli fez excelente defesa. Foi a última chance de perigo. Fim de jogo.

Ficha ténica para Oeste 1 x 2 Criciúma 

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B, 38ª rodada

Data: Sexta-feura, dia 29 de novembro

Local: Arena Barueri

Horário: 21h30min

Público: 304

Renda: R$ 2.710

Arbitragem: Lucas Guimarães Rechatiko Horn apitou a partida auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor e Maíra Mastella Moreira, o trio é do Rio Grande do Sul

Cartões amarelos: Matheus Jussa, Matheus Cavichioli e Felipe Gregório (Oeste), Sandro, Eduardo e Foguinho (Criciúma)

Gols: Fábio - 37'/1ºT (Oeste), Léo Gamalho - 10'/2ºT e 13'/2ºT (Criciúma)

Criciúma: Paulo Gianezini; Carlos Eduardo (Luquinha), Sandro, Derlan e Marlon; Jean Mangabeira, Foguinho e Eduardo; Andrew, Reis (Adilson Goiano) e Léo Gamalho.

Técnico: Roberto Cavalo

Oeste: Matheus Cavichioli; Thiaguinho, Lídio, William Rocha e Salomão; Matheus Jussa, Betinho e Diogo (Felipe Gregório (Bruno Paraíba)); Welliton (Tite), Roberto e Fábio

Técnico: Renan Freitas