InternetData CenterAssinante

No jogo das viradas, Metrô vence o Clássico da Polenta e conquista o Regional da Larm

Equipe superou o rival por 3 a 2 e repetiu as conquistas de 2007, 2013, 2014, 2015 e 2018
No jogo das viradas, Metrô vence o Clássico da Polenta e conquista o Regional da Larm
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 15/12/2019 às 21:21

O Clássico da Polenta foi emocionante na tarde deste domingo, dia 15, no estádio Darci Marini em Nova Veneza. Teve cinco gols, duas viradas e terminou com o Metropolitano campeão do Regional da Larm após um suado 3 a 2 sobre Caravaggio. Com o título, os vermelhos agora são hexacampeões da competição - conquistada também em 2007, 2013, 2014, 2015 e 2018. 

Após um empate no jogo de ida, disputado no estádio da Montanha, quem vencesse ficaria com o título. E desde os primeiros minutos o jogo foi emocionante. É bem verdade que antes do primeiro gol, as equipes pecaram no último passe e não conseguiram concluir as boas jogadas produzidas no ataque. 

O primeiro gol foi do Metropolitano. Aos 19 minutos da etapa inicial, Foguinho acertou um bonito chute, mas parou na defesa. Ele mesmo buscou o rebote, foi ao fundo e cruzou na cabeça de João Simon. Bem colocado na área, o atacante subiu alto e mandou sem chance para o goleiro Pedro Paulo. 

Resposta imediata e certeira 

O time da casa mal havia terminado de comemorar e ainda se ajustava em campo quando o Caravaggio empatou o duelo. No minuto seguinte ao gol sofrido, os visitantes aproveitaram descuido do adversário e marcaram um bonito gol aos 20. Andinho fez jogada pelo lado direito de ataque e cruzou para Marcel. Bem posicionado, ele apenas escorou sem chance para Passarela e empatou o duelo. 

O Metropolitano teve a oportunidade para ficar novamente em vantagem. Não aproveitou, e foi castigado por isso. Aos 22, Foguinho cruzou para a entrada da área, Lalau pegou de primeira e acertou uma bomba no meio do gol. Atento, Pedro Paulo espalmou para escanteio.  

Depois da pequena pressão sofrida no campo de defesa, o Caravaggio virou o placar em um rápido contra-ataque. Aos 24, Marcel invadiu a área e cruzou para o meio. Andrei desviou e a bola caiu nos pés do camisa 10, Maicon Ermo. Com categoria, ele arrematou no contrapé de Passarela e virou o marcador. 

O primeiro tempo movimentado terminou com dois grandes lances. No primeiro, Beto Cachoeira roubou bola no meio-campo e correu para receber dentro da área. Sozinho, tentou uma espécie de voleio e desperdiçou a oportunidade de ampliar. E aos 47, um frango do goleiro Pedro Paulo recolocou o Metrô no jogo. Cleiton cobrou falta do meio da rua, a bola passou pela barreira e depois por baixo do goleiro antes de morrer no fundo do gol. 

Após o lance, o arqueiro do Caravaggio foi abraçado pelos companheiros e saiu para o intervalo com o nome gritado pela torcida de azul.  

Metrô vira e fica com o título 

Na etapa final, o técnico Serraninho voltou com Gramadense no lugar de Dudu. Mas foi o Metrô que marcou. Lalau recebeu passe açucarado na entrada da área e finalizou no ângulo direito do gol defendido por Pedro Paulo, que se atirou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.  

Depois do lance, o jogo caiu em qualidade e ficou truncado. O Caravaggio teve boa oportunidade em uma falta cobrada por Gramadense, que parou em intervenção de Passarela.  

O Metrô buscava o quarto gol em contra-ataques, mas faltou efetividade para ampliar. A melhor chance foi com João Simon. Foguinho invadiu a grande área e finalizou para o meio. João Simon desviou e a bola foi lentamente em direção à trave. No rebote, Lalau fintou o zagueiro e atirou pela linha de fundo. 

No final e após seis minutos de acréscimo, o Metrô, comandado pelo técnico e presidente do clube, Maycon Michels, pode comemorar o sexto título de Regional da Larm.