InternetData CenterAssinante

Municipal deverá sofrer redução nas inscrições de atletas de fora de Criciúma

Congresso técnico ocorre nesta terça-feira, na sede da Liga Atlética da Região Mineira
Municipal deverá sofrer redução nas inscrições de atletas de fora de Criciúma
Foto: Larm Futebol
Por Thiago Hockmüller Em 06/05/2019 às 10:14

O Campeonato Municipal de Criciúma deverá ter menos vagas para atletas de fora do município. Esta é a proposta da Fundação Municipal de Esportes (FME) e da Liga Atlética da Região Mineira (Larm) que será apresentada nesta terça-feira, dia 7, aos 16 clubes interessados na competição.

A medida serve para tornar o campeonato menos regional e com mais envolvimento de jogadores ligados aos bairros criciumenses. A expectativa é reduzir para no máximo sete vagas, conforme explica o presidente da Larm, Guilherme Gomes. “Queremos resgatar o municipal, trazer novidades. Hoje pode-se inscrever 13 atletas de fora, o novo número será definido amanhã, mas a tendência é que seja menor. Para não ser tão radical, vamos diminuir para seis a sete vagas e no ano que vem no máximo três”, garante Gomes.

É uma sugestão que passei. Ainda não está definido, mas queremos um Municipal e não um Regional. Queremos jogadores que representem os bairros da cidade

Nícola Martins, presidente da FME
______________________________

A Larm ainda aguarda a definição de uma empresa patrocinadora da competição. Até agora estão garantidos R$ 16 mil de recursos da FME. O valor serve para custeio do campeonato, como o pagamento de arbitragem. Até o momento, quatro empresas foram consultadas, mas nenhuma respondeu ao convite. No último ano, a parceria privada foi responsável por cerca de R$ 20 mil de investimento. “Ainda não tenho resposta das empresas consultadas. O Campeonato Municipal vai sair, com R$ 16 mil ou também com o recurso do patrocinador”, garante o presidente da FME, Nícola Martins.

Dinheiro para o campeão

Ainda sobre o investimento financeiro no Campeonato Municipal, o presidente da Larm explica que buscará para 2020 uma verba extra que garanta premiação em dinheiro ao clube campeão. “Queremos resgatar o Campeonato Municipal. Não teremos premiação em dinheiro neste ano, nosso desejo é implantar em 2020. Assumimos em pouco tempo, vontade não falta, faltam recursos. Temos desejo de mudança”, afirma Gomes.

As datas e a fórmula de disputa serão discutidas no Congresso Técnico, que ocorre a partir das 19h15. Até o momento, a única data já estipulada, que depende de aprovação na reunião, é a de início do campeonato, que deve ocorrer no dia 2 de junho.