InternetData CenterAssinante

Foguinho marca, Criciúma vence pela Série B e deixa zona de rebaixamento

Com Wilsão na casamata, Tigre superou o Sport e fechou um jejum de cinco jogos sem vitória
Foguinho marca, Criciúma vence pela Série B e deixa zona de rebaixamento
Foto: Rafaela Custódio
Por Thiago Hockmüller Em 11/08/2019 às 18:04

O Criciúma saiu da seca na Série B. Após cinco jogos sem vitória na competição, o Tigre fez 1 a 0 no Sport e comemorou três pontos em uma partida truncada no Heriberto Hülse, na tarde deste domingo, Dia dos Pais. O gol foi marcado aos 27 minutos da etapa final, por Foguinho.

Com os resultados desta 15ª rodada, o time do interino Wilsão deixa a lanterna da segundona e agora é 15º, com 16 pontos. Na sexta-feira, dia 16, mede forças fora de casa com o Londrina. Já o Sport é 10º com 23 pontos e duela com o Botafogo, sábado, na Arena Pernambuco.

Sem vencer há cinco jogos, o Criciúma tomou as ações do jogo desde o primeiro minuto. Aliás, durante todo o primeiro tempo o Tigre teve maior posse de bola, fez maração no campo do adversário e quase não foi agredido na defesa.

A primeira chance saiu em uma troca de passes entre Foguinho e Daniel Costa. Os dois tabelaram com toques de cabeça, o volante invadiu a área e ficou com o escanteio. Na cobrança, melhor para a defesa pernambucana.

A boa trama pelo lado direito se repetiu mais tarde, desta vez pela esquerda. Marlon recebeu em profundidade, ganhou na corrida e foi derrubado. O árbitro mandou o jogo seguir e recebeu as primeiras vaias da tarde.

A movimentação carvoeira, reflexo de aproximação entre a trinca de volantes e os homens de frente, teve resultado mais três vezes antes dos 25 minutos. Tá certo que o gol não saiu, mas a torcida gostou. Primeiro foi Daniel Costa, que arriscou de longe aos 16. A bola saiu alta e se perdeu pela linha de fundo. Pela tentativa, o meia ouviu aplausos.

A segunda chance foi aos 18. Em chegada forte pela esquerda, Julimar cruzou na área. O toque saiu forte, mas deu tempo para Wesley recuperar. O volante girou e cruzou para trás, Daniel Costa fez o corta-luz e Maicon chutou firme. Mailson fez grande defesa. No rebote, não tão bem assim, Julimar pegou mal na bola e atirou pela linha de fundo.

Pressão, bola na trave e reclamações

A terceira chance mais uma vez passou pelos pés do camisa 10. Novamente de fora da área, ele mandou por cima da meta. Após este lance, o Sport equilibrou o jogo. No entanto, o equilíbrio não foi suficiente para assustar Luiz, apenas deixou o jogo truncado no meio-campo. E foi neste momento em que a arbitragem virou alvo dos torcedores.

Primeiro, aos 36, Marlon avançou pelo corredor. Cercado por dois marcadores, viu a bola sair pela linha de fundo e pediu escanteio. Pedido negado pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto, vaias da torcida. Depois foi aos 39. E desta vez depois de uma grande oportunidade do Tigre. Eduardo cruzou da direita, Léo Gamalho ganhou no alto e cabeceou na trave. No rebote, em disputa fora da área, os jogadores do Tigre pediram falta. Thiago Duarte não apitou e novamente foi alvo de xingamentos.

O Criciúma seguiu pressionando. Aos 40, Daniel Costa invadiu a área e bateu cruzado. Com efeito, a bola se perdeu pela linha de fundo. E antes do apito final, o goleiro Mailson salvou mais uma. Maicon lançou, Léo Gamalho arriscou de “puxeta” e o goleiro espalmou. No rebote, o camisa 9 finalizou mais uma e novamente o camisa 32 levou a melhor.

Este lance praticamente fechou a etapa inicial e decretou o empate nos primeiros 45 minutos.

Estreante salva o Tigre

Percebendo as dificuldades de sua equipe, o técnico Guto Ferreira promoveu duas substituições no intervalo. Leandrinho e Juninho entraram nas vagas de Ezequiel e Sammir. O Sport melhorou. Só que o Tigre também seguiu ligado na partida.

O equilíbrio, diferente do primeiro tempo, causou problemas para a zaga carvoeira. Aos 12, Hernane lançou Juninho pelo lado esquerdo. Ele driblou Luiz e já estava correndo para o abraço quado o estreante Thalles chegou tirando em cima da linha.

Com o adversário crescendo no duelo, Wilsão fez a primeira mexida. Saiu Julimar, entrou Vinícius. Aos 15, o primeiro lance do camisa 22. Ele avançou na diagonal e bateu cruzado, Mailson foi buscar. A resposta do Sport foi uma finalização perigosa que desviou em Thalles e saiu pela linha de fundo.

Aos 21, novamente os visitantes chegaram com força no campo de ataque. Juninho cruzou para Guilherme, que pegou de primeira buscando o canto esquerdo de Luiz. O camisa 1 caiu com tranquilidade e buscou a finalização.

Para renovar o fôlego da equipe, Wilsão sacou Maicon e lançou Carlos Eduardo a campo. Na primeira subida, ele arrumou escanteio para o Criciúma. Daniel Costa alçou na medida para Léo Gamalho, que ganhou mais uma no alto, mas cabeceou por cima.

Foguinho guarda o dele

A partida seguiu perigosa, truncada e com poucas alternativas. Foi então que o Tigre achou uma longa troca de passes para quebrar a marcação adversária. Com liberdade, Marlon recebeu pela esquerda e teve tempo para calibrar um cruzamento perfeito, na medida, que encontrou Foguinho. E o recém-chegado – e já festejado – volante carvoeiro testou firme, desta vez sem chances para Mailson.

O gol deu tranquilidade aos catarinenses. Só que os visitantes se atiraram ao ataque. Foi então que Wilsão reforçou o sistema de marcação. Trocou Daniel Costa por Liel. Todavia, o único susto aconteceu aos 42. Hyuri ganhou no alto e testou no travessão. Já o Criciúma respondeu com uma finalização perigosa de Wesley.

E para fechar o confronto, o capitão salvou a tarde. No último lance, Hyuri arriscou de “puxeta”, a queima-roupa, mas não contava com uma grande defesa de Luiz que garantiu os três pontos para o Tigre.

Ficha técnica para Criciúma 1x0 Sport

Competição: Campeonato Brasileiro da Série B, 15ª rodada

Data: Domingo, dia 11 de agosto

Local: Estádio Heriberto Hülse

Horário: 16 horas

Público: 3.142 torcedores

Renda: R$ 52.570

Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto apitou a partida com o auxílio de Daniel Paulo Ziolli e Alberto Poletto Masseira. O trio é de São Paulo.

Cartão amarelo: Norberto e Éder (Sport).

Gols: Foguinho (27’ 2°T) (CRI).

Criciúma: Luiz; Maicon (Carlos Eduardo), Thalles, Derlan e Marlon; Eduardo, Foguinho, Wesley e Daniel Costa (Liel); Julimar (Vinícius) e Léo Gamalho.

Técnico: Wilsão

Sport: Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Éder e Adryelson; Ronaldo, Yago (Hyuri) e Sammir (Leandrinho); Guilherme, Hernane e Ezequiel (Juninho).

Técnico: Guto Ferreira