InternetData CenterAssinante

FME trabalha em complexo para skatistas em Criciúma

Fundação Municipal de Esportes está buscando recursos para uma nova pista de skate
FME trabalha em complexo para skatistas em Criciúma
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 13/02/2019 às 12:17

Trazer mais esporte, lazer, saúde e bem-estar. Esse é o lema de um grupo de skatistas de Criciúma que está lançando uma escolinha de skate aos sábados na cidade. As aulas serão gratuitas e iniciarão no dia 2 de março das 10 às 12 horas. Haverá um professor todo sábado e será responsável em ensinar as técnicas e ajudar as crianças.

O projeto será executado na quadra poliesportiva do bairro São Luiz, mas alguns problemas do local trouxeram preocupações aos skatistas. Falta de iluminação, lixeiras e também a falta de torneiras de água fizeram com que os representantes entrassem em contato com o presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Nícola Martins.

De acordo com um dos organizadores do projeto Sandro Zanatta, os skatistas explicaram ao presidente da FME os problemas e as reivindicações. “Queremos ser parceiros do poder público para executar um projeto social para as crianças carentes e incentivar os pequenos. Entendemos sobre as prioridades com educação e que as aulas já estão começando. Sabemos que existem prioridades, mas não podemos deixar de cobrar o esporte também. Criciúma está defasada com a história do skate. Chega a ser vergonhoso os skatistas de Criciúma não terem um espaço adequado para o esporte”, declara.

Zanatta ressalta que não está pedindo muito à FME. “Nós queremos uma estrutura básica, que é o mínimo. Queremos uma torneira de água para as crianças. Queremos segurança, lixeiras e iluminação, isso é o básico”, afirma.

Segundo o presidente da FME, as melhorias serão feitas. “Vamos ajudar. A iluminação já estamos resolvendo. Sobre as lixeiras nós já conversamos com a Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (FAMCRI) e sobre a água estamos conversando com o setor responsável da prefeitura”, explicou Martins.

Martins afirma que a FME irá disponibilizar uma sala para que os equipamentos das aulas de skate sejam guardados com segurança.

“Já passou da hora de Criciúma ter uma pista de skate”, observa Sandro Zanatta

O sonho de ter uma pista adequada para andar de skate está mais próxima do que os skatistas imaginam. Isso por que segundo o presidente da FME, existe um projeto para a construção de uma pista no Parque Centenário, no bairro Santa Bárbara.

“Vamos para Brasília buscar os recursos. Será mais de R$ 1mi de investimentos. Vamos buscar e trazer uma pista de skate ao parque. Será um dos melhores lugares para andar de skate”, ressalta.

Martins ainda comenta que com a construção de uma nova pista, eventos poderão ser realizados em Criciúma. “Com a pista podemos ter eventos nacionais e internacionais de skate em nossa cidade. É uma modalidade que cresce dia após dia. Já está em nosso mapa de construção e faz parte do Parque Centenário”, revela. “Muita gente da região pratica a modalidade e precisamos e ela está crescendo”, acrescenta.

Zanatta explica que o Brasil possui uma equipe olímpica de skatistas e Criciúma está atrasada em relação ao esporte. “O skate irá divulgar o nome da cidade. Campeonatos trarão economia para a nossa região. O Banana Bowl é um evento de tênis e está movimentando Criciúma, um campeonato de skate também irá movimentar”, observa. “Já passou da hora de Criciúma ter uma pista de skate. Aqui tem muito skatistas, crianças que gostariam de andar de skate, mas nao tem um ambiente público”, declara.

Martins afirma que está buscando melhorar a situação. “Vamos tentar realizar os pedidos que nos foram feitos e futuramente construir uma pista de skate. Vamos conversar com os senadores e também com deputados federais. Vamos buscar os recursos em Brasília”, finaliza.